Postagem em destaque

GUARDA PORTUÁRIA APREENDE COCAÍNA NO PORTO DE SANTOS

O contêiner onde a droga estava escondida tinha como destino o Porto de Algeciras, na Espanha. Dois elementos foram presos em flagrant...

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

15

REMOÇÃO DE GUARDAS CAUSA POLÊMICA NO PARÁ


O GP Rodrigo Mota, o sexto guarda da lista de remoção, se viu prejudicado pela inclusão do presidente do sindicato

Guarda portuário recorre contra o favorecimento ao presidente do Sindicato
A remoção de seis guardas portuários do Porto de Vila do Conde (PVC), situado em Barcarena, para o Porto de Belém, no Pará, vem sofrendo críticas da categoria, que acusam o presidente do Sindicato da Guarda Portuária do Pará e Amapá (Sindiguapor), Jonas Melo Pereira, de efetuar manobra política e troca de favores, pois lá é tão ou mais necessário do que na capital.
Segundo os guardas portuários, o mais absurdo nessas remoções é o presidente do sindicato se beneficiar desse fato, constando na relação dos contemplados, mesmo estando fora de escala em virtude do mandato sindical.

O GP Rodrigo Mota, o sexto guarda da lista de remoção, que se viu prejudicado pela inclusão do presidente do sindicato, entrou com recurso ao Diretor Presidente (Dirpre), alegando que Jonas, por se encontrar fora da escala de serviço há quatro anos, em virtude do mandato sindical, não se enquadra no edital de remoção.
Em manifestação ao GP Rodrigo, o gerente de recursos humanos (GERHUM) da Companhia Docas do Pará (CDP), guarda portuário Wisllen, afirmou que o recurso deveria ser feito pela Diretoria da CDP responsável pela remoção, já que cita abertamente o candidato GP Jonas, enquadrando este objetivamente nos itens do edital, chamando atenção para o fato que este está inabilitado para concorrer.

O Portal Segurança Portuária em Foco, entrou em contato com o GP Diego Filgueiras, que falou sobre o assunto:
- Não estamos aqui pra levantar polêmica, entretanto a harmonia do grupo não pode depender da subserviência de todos aos interesses particulares de uma minoria. Digo isso por entender que está havendo uma contradição na política sindical em relação às transferências que estão sendo preparadas.
Ha alguns meses atrás, talvez seis, nosso sindicato defendeu, no TRT, a necessidade da presença da Guarda Portuária nos "portinhos", sob a justificativa de ali haver operação e patrimônio.
O que motivou agora o próprio sindicato defender a saída da Guarda da referida operação, questão que nem a CDP esta levantando? Não tem mais operação? A CDP se desfez do patrimônio? O sindicato esta concordando com a terceirização?
E o que faremos com os 26 guardas que entraram agora sob a alegação de irem para os "portinhos"? Serão desligados, já que para o sindicato o serviço da Guarda lá não é mais necessário? Ou o sindicato errou na petição e a Companhia vai pagar o preço por 35 anos?
Outra conta que não bate é a seguinte: Já de algum tempo o PVC de longe é o porto da CDP com maior extensão territorial, concentra nossos principais clientes, e tem maior receita em relação aos demais portos; enquanto que o Porto de Belém já opera há vários meses em déficit; bem como o Terminal de Outeiro que não se paga; nesse contexto, o mais acertado, ao que parece, seria enviar mão de obra pra onde tem mais serviço; tirar guarda de PVC que esta expandindo cada vez mais, e mandar para Belém, que está literalmente fechando, só parece ter sentido na cabeça de quem ou não tem sensibilidade com a segurança e com as finanças da Companhia, ou de quem tem interesses pessoais envolvidos.
Se a justificativa for para resolver o problema de "extras" em Belém, certamente vai se trocar seis por meia dúzia, uma vez que o déficit de guardas só vai mudar de porto; ou alguém duvida que a escala de PVC vai ficar super apertada?
Dizer que lá está sobrando guardas e que vai haver uma adequação na escala com as remoções, é também reconhecer que não está havendo planejamento nem comprometimento com a Companhia na hora de pedir mais guardas ao TRT, e sim apenas a preocupação em formar um bom curral eleitoral.
Não é desmedido tirar a Guarda dos portinhos, fragilizando a segurança do PVC, apenas pra reduzir "extras"?  Se lá houve reduções de postos para viabilizar a remoção, não podemos fazer também aqui? Reduzir alguns postos aqui reduziria extras sem precisar de mais efetivo...
Se for pra resolver o problema de "extas", a remoção é muito remédio pra pouco problema, agora se o objetivo for mesmo o sugerido pelo David, de que essa remoção só foi criada para favorecer o presidente do sindicato e uma guarda portuária, que não foi contemplada na primeira remoção em virtude dos critérios do edital, é sinal de que enquanto nacionalmente  se discute a ameaça de terceirização, privatização, e terminais privados, por aqui nossa instituição sindical virou moeda de troca de favores pessoais.
Mesmo com toda repercussão negativa sobre esse processo, já que contraria o edital, ao final dessa segunda remoção interna, a classificação definitiva permaneceu inalterada, já que o recurso do guarda Rodrigo foi indeferido pela GERJUR – Gerência Jurídica - da CDP e com decisão favorável da Comissão de Remoção ao presidente do Sindiguapor que acatou o parecer daquela GERJUR, ficando ao Presidente em exercício Raimundo Rodrigues (inspetor da Guarda e atual Diretor Financeiro - Dirafi) acatar e assinar o edital que indefere o recurso, favorecendo ao guarda Jonas, mesmo sabendo que este está afastado da escala de serviço a mais de quatro anos e não virá cobrir os postos dos portos da capital, já que este seria o principal motivo dessas remoções.
Prejudicados ameaçam entrar com denúncia no Ministério Público. Comenta-se que, em função disso tudo, um terceiro edital de remoção será publicado.

A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                          
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                
COMENTÁRIOS

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.



15 comentários:

  1. Kkkkkkk...uma matéria dessa nem precisa comentar..caro adminstrador se intere dos fatos...alias vc ja mostrou que não tem competência para ver os fatos e falar a verdade...como sei que vc tmb tem oposição ao atual presindete do sindiguapor vc se agarra e comentarios de guardas que preferem ignorar a verdade dos fatos que estão acontecendo...se um dia vc quiser saber a verdadeira verdade e só me ligar (91) 984012955 mas como sei que vc não tem coragem para isso e que prefere se amarrar em falsas verdades para assim continuar criticando o atual presidente do sindiguapor..e triste ver um blog desse de prestigio passar essa inverdade e se o Sr. Carvalhal fosse realmente um guarda que queira ver o bem da guarda portuaria se intereva dos fatos para poder divulgar..então devido a isso so posso achar graça kkkkkk...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é um Blog de prestígio, como você mesmo disse, por divulgar a verdade baseada em fatos e documentos, sem emissão de qualquer juízo de valor. Não tem como dizer que o favorecimento do presidente do sindicato é uma inverdade se o próprio documento emitido pela CDP o classifica como um dos favorecidos pela remoção, mesmo ele estando fora da escala em virtude do seu mandato sindical.
      Não fazemos política, o espaço é aberto e democrático para divulgarmos tudo o que esteja relacionado a Segurança Portuária e principalmente a Guarda Portuária, desde que os fatos sejam efetivamente comprovados ou as pessoas assumam o que dizem. Gostaríamos de divulgarmos apenas coisas positivas, no entanto até o momento, não fomos procurados por nenhuma entidade sindical do Pará para divulgar alguma conquista alcançada.

      Excluir
    2. Vejam só a manifestação do vice do sindiporto AQUI.
      ENTAO senhor qual a verdade, esclareça aqui para todos?

      Pereira
      associado dos dois sindicatos

      Excluir
    3. Estranho o comentário do Rodrigo do Sindiporto.
      Está tudo no SITE da cdp E O proprio Rodrigo Mota fez questao de colocar tudo no zap seus questionamentos e o proprio recurso que encaminhou.
      NO ZAP também estão os questionamentos dos demais que dão corpo à matéria.
      Nada aqui foi inventado.
      Uma postura dessa gera até suspeição sobre a índole e o caráter do senhor Rodrigo Rebelo.

      Cláudio
      PVC Barcarena

      Excluir
    4. Esse GUARDA que perdeu a vaga foi avisado sobre a índole do presidente do sindicato.
      Agora TA RECLAMANDO do que.
      Vivia defendendo com unhas e dentes ESSE sindicalista.
      Taí a volta do anzol
      Canelada mesmo que levou desse presidente.

      SOUZA
      PVC

      Excluir
    5. Esse vice do sindiporto só defende os guardas da diretora do Sindiporto e aqueles que votaram ou fizeram campanha PRA chapa dele.
      Perdeu totalmente o senso.
      Acha que pode tudo.
      Manipular a todos.
      Está totalmente perdido a frente do sindicato.

      RAMOS
      GP BELÉM

      Excluir
    6. Rodrigo Vilena

      Se não fosse o presidente do sindicato nada disso teria acontecido.
      Agora o MP Melou tudo.
      SUSPENDEU AS REMOÇÕES.
      Tudo por única e exclusiva culpA desse presidente que sempre usou o sindicato para se favorecer e os que votam nele.

      GUARDA ALVES
      PORTO BELÉM CDP

      Excluir
  2. UMA VERDADEIRA VERGONHA PARA A CATEGORIA TODOS ESSES ACONTECIMENTOS. TRAZENDO À TONA QUAL A FINALIDADE DESSE SINDICATO EXISTIR E QUAL A UTILIDADE DE SER FILIADO AO MESMO.

    CILENO BORGES

    ResponderExcluir
  3. Bem senhor Carvalhal e outros representantes que opinaram, a verdade e o seguinte em reunião no ministerio público em qual Ata temos posse ficou definido a remoção de 8 guardas portuarios do porto de vila do conde proposta esta aptesentada pela companhia e ja tinhamos conhecimento dessa proposta ela foi feita pela empresa com base em um estudo feito em todos os portos da companhia e fazendo uma adequação em torno da quantidade de extras tiradas no porto de Belém, nesse estudo foi colocado que no porto de vila do conde teriam 54 guardas portuarios ativos e que seriam necessarios 46 guardas para se cobrir os postos em vila do conde, pois ou seja serima 08 guardas que seriam tirados de 03 postos de serviços 2 deles são postos adiministrativos aonde quem deveria estar tirando serviço tinham que ser tecnicos portuarios administeativos ou seja os guardas estavam em disviu de função e um posto que so servia para tomar conta da casa do administrador do porto, posto isso a procuradora perguntou para os sindicatos se tinham algum problema c9m a remoção dos 08 guardas portuarios dissemos que não e a procuradora falou tambem que não via problema se era para fazer uns ajustes em serviços extraordinários no porto de Belém então a procuradora autorizou a remoção mediante a contratação de 02 tecnicos portuarios para ficar nessa posto adminsitrativo.
    Findo essa parte da audiência no ministerio publico aundiencia essa que foi aberta para quem quisese estar presente, fomas para a fase do concurso de remoção, nessa hora assumiu o novo GESERG e o mesmo foi verificar os estudos e para supresa em reuniao da comissão criada para fazer o concurso de remoção o mesmo informou que ao inves de ter 54 guardas portuarios no porto de vila do conde se tinha apenas 52 guardas ativos pois eles excluiram o gp jonas (presidente do sindicato) e o inspetor manoel paulo que esta afastado de beneficio e que portanto so poderiam ser tranferidos apenas 06 guardas portuarios sendo 5 gps homens e 1 gp mulher. Ocorreu que no processo de remocao o Sr. Jonas entrou com seu pedido de remoção pois independente dele estar afastado ele continua funcionario da companhia e com relação a participação dele no concurso de remoção e com esse impasse realmente que aconteceu a GERJUR( gerente juridica) da CDP entrou em contato com a procuradora e a mesma informou que não podia excluir o Sr. Jonas do processo pois ele tem o mesmo direito de qualquer outro funcionário da companhia e que excluindo ele a companhia podia ser acionada juridicamente sobre isso, com isso foi dado prosseguimento ao processo de remoção e infelizmente quem saiu prejudicado foi o GP rodrigo que seria o quinto colocado com a exclusão do gp Jonas, quando isso aconteceu e indeferiram o pedido de recurso do Gp Rodrigo aí fui com comissão do concurso de remoção para se chegar a um entendimento pois do jeito que estava sendo conduzindo o processo ia gerar um processo em cima da companhia ate por danos morais, foi nesse momento que vi aonde estava o problema do concurso vou explicar: tinham 54 guardas portuários no primeiro estudo feito pela companhia e que depois foi constatado que tinha apenas 52 mas porque 52 porque tiraram exatamente o Gp jonas e o inspetor paulo, aí disse como é que vcs excluem o Gp Jonas num primeiro momento dizendo que so tinha 52 e depois no concurso vcs incluem ele.
    Tive que dividi a repsotas pois não deu tudo aqui segue mas o restante

    Att: Rodrigo Vilhena Rabelo
    Vice-presidente SINDIPORTO

    ResponderExcluir
  4. então chegamos a conclusão que a conta estava errada que era para ser excluido do calculo apenas o inspetor paulo da conta dos 54 pois o mesmo esta de benefício porque o contrato dele esta suspenso, ao contarario do GP Jonas que esta com seu contrato ativo, então a conta correta e que tinham 53 guardas portuarios lotados no porto de vila do conde e falei tambem que se no estudo seria necessário ficar 46 guardas no porto de vila do conde e como foi feito o concurso de remoção para apenas 06 guardas ficariam 47 guardas no porto de vula do conde, então para se fechar realmente a conta de remoção e ficar os 46 guardas no porto de vula do conde sera necessario a vinda de mas um guarda portuario resolvendo o caso do GP rodrigo e fazendo o que e justo para todos que estão envolvidos nesse processo.
    Então senhor Carvalhal quando disse para o senhor se interar dos fatos antes de por um matéria dessa e disso que estou falando ainda tem mas alguns detalhes se vc entrasse em contato concerteza lhe repassava todas as informacoes para assim vc repassar a verdade...NÃO HOUVE FAVORECIMENTO DE NINGUÉM NESSE PROCESSO, que fique bem claro esta sendo tudo bem feito com o ministerio publico federal do trabalho tudo as claras quem quiser saber tudo isso bastava perguntar mas ficar levantando supostos favorecimentos, estou falando tudo isso porque sou uma pessoa que gosta da verdade e não gosto de injustiça e ainda mas porque levantando tudo isso do jeito que foi falado me senti ofendido pois participei de todo processo e me orgulho de ser guarda portuario e estar no sindicato dos portuarios e uma honra e não gosto que me julguem que favoreco pessoas eu faço o que é melhor para maioria...se pergutarem mais coisas respondo com toda a verdade...não tenho nada a esconder e nem rabo presso com ninguém...o problema dos serviços extras que estão ocorrendo no porto de belem não sera solucionados com essa remoção dos guardas de vila do conde e já adianto que já estanos trabalhando para pedir concurso publico para mais guardas portuarios isso e uma certeza.

    Att: Rodrigo Vilhena Rabelo
    Vice-presidente SINDIPORTO

    ResponderExcluir
  5. Claudio de barcarena, queria que vc falasse seu verdadeiro nome não temho medo e nem má índole em minhas ações, agora vc com um comentaria desse isso sim e levantar índole, fale seu nome verdadeiro que assim podemos conversar de homem para homem e ver quem tem razão em tudo esse processo.meu nome está abaixo e meu número esta no meu primeiro comentario..agora faça o mesmo...quem é que esta com má índole.....

    Att: Rodrigo Vilhena Rabelo
    Vice-presidente

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde a todos,

    É uma infantilidade muito grande do guarda portuário Rodrigo, hoje vice presidente do SINDIPORTO, querer que alguém se identifique num assunto dessa natureza vez que ao fazer críticas a essa ação discarada de favorecimento, que tem o aval do presidente da CDP, certamente essa pessoa iria ser prejudicada.
    Estamos em plena eleição para prefeito em todo país, e o atual presidente da CDP é ex-prefeito e ex-deputado estadual, e foi indicado para presidente da CDP por um senador do estado do Pará. Ao se identificar, o guarda de "alcunha" CLAUDIO, obviamente estaria assinando sua carta de demissão, num cenário político desses, e ficar desempregado na autal situação do país é o que se pode desejar de muito ruim ao seu pior inimigo.
    Então meu caro Rodrigo não queira que alguém se idenfique para que passe a ser perseguido, lembre-se que você também é um guarda portuário e está apenas exercendo um mandato sindical. Lembre-se que hoje você está no poder (ilusório), contudo no próximo mandato será outra pessoa e tenho certeza que você não iria querer deixar o seu na reta simplesmente por descordar e expor sua opinião diante de uma situação que é descaradamente um favorecimento político em troca de votos nessa campanha para vereador e prefeito. Solicite a identificação do Claudio depois que a poeira baixar, depois que forem definidos os prefeitos e vereadores. Digo-lhe isso pois sei que também és também um pai de família.
    Grande abraço.

    CLAUDIO II DE BARCARENA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa foi a pior resposta que já vi, para quem e etico e tem carater não se esconde,ainda mas meu amigo claudio que quem trabalha direito não tem medo de nada sempre disse minha opinião mesmo quabdo não estava no mandato sindical sempre falei sem medo pois senpre trabalhei direito a não ser que esse claudio seja cargo comissiionado se for isso seu comentario foi pior ainda...mas tudo bem cada um age do jeito que acha melhor...so para terminar lhe digo que se eu não estivesse em mandato sindical e soubesse a verdade falaria sem medo pois quen fala a verdade não tem medo de se identificar a não ser que vc falou com cunho politico e acho que e isso..mas ja lhe disse temho curiosidade para saber quem e essa pessoa para ver se vale meu respeito...mas ja que pensa assim em continuar se escobdendo por causa de eleições fazer o quê...valeu e desculpe o desabafo pessoal mas nunca gostei que duvidem de meu caracter e idoneidade..

      Att: RodrigoVilhena Rabelo
      Vice-presidente SINDIPORTO

      Excluir
  7. 11.09.16, 10 anos da turma de 2006. Sabem o que isto significa? Pois bem, que ninguém engana mais ninguém, que todo mundo se conhece o suficiente para avaliar certos valores morais e éticos. “Através dos frutos conhecerás a árvore”.
    Boa tarde a todos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há nada a comemorar nesses dez anos.
      A não ser por nossas próprias ações e a DE alguns poucos NESSA Cdp que sempre deram a cara à tapa pela categoria.
      SINDICATOS E OS QUE PEGAM SUPERVISAO E GERÊNCIA DA GUARDA SÓ FAZEM NOS PREJUDICAR.

      GP Corrêa

      Excluir

LEGISLAÇÕES