Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

0

GUARDAS PORTUÁRIOS AGUARDAM NOMEAÇÃO


Concursados travam luta intensa pela nomeação (Foto: Reprodução SBT)

O Porto mantém o serviço terceirizado de guarda portuário descumprindo leis trabalhistas

No final do mês passado, Wellinton dos Passos Gomes, Vanderlei Alves Vieira, Michel Ribeiro Pereira e Paulo Satashi Shinhe, concursados aprovados para o concurso da Guarda Portuária no Porto de São Francisco do Sul, em 2014, compareceram ao Jornal do Meio Dia, da Rede de Televisão SBT, a fim de tornar público a demora do Porto de São Francisco do Sul em admitir os candidatos aprovados.
“Uma falta de consideração com quem estudou e se preparou para poder estar trabalhando nessas vagas. A Lei diz que nós que fizemos o concurso devemos assumir. O desejo nosso é estar assumindo as nossas vagas, que é nossa por direito”, falou Wellinton.
Segundo Michel há alguns meses, o Ministério Público do Trabalho (MPT) chegou a mandar um ofício ao porto solicitando a chamada imediata dos aprovados, mais nem isso adiantou. “O que a gente precisa é de informações concretas e necessárias para nós sabermos como é que está a situação. Estou desempregado, tenho dois filhos pequenos, família para sustentar e dependo hoje exclusivamente dessa decisão para começar a trabalhar”, disse Michel.
O Porto conta atualmente com serviço terceirizado (Foto: Reprodução SBT)

O Porto mantém o serviço terceirizado de guarda portuário descumprindo leis trabalhistas. O contrato com a empresa, Orcali Serviços de Segurança Ltda., que faz o serviço foi renovado no início desse mês conforme divulgação no Diário Oficial do Estado.
“É o mínimo uma Autarquia cumprir o que diz a Lei, mesmo porque, é dinheiro público que está sendo investido lá. O dinheiro público está sendo jogado fora, se levado em conta que nós passamos no concurso e estamos esperando para assumir a vaga e eles continuam insistindo em deixar os postos terceirizados”, disse Paulo.
Não passam uma resposta precisa e clara para a gente e a gente fica dependência de quando vai ser essa contratação, disse Vanderlei.
O MPT não quis se manifestar, pois o processo se encontra em andamento, já o Diretor de Logística do Porto, Arnaldo S’antiago, disse que a contratação dos aprovados demorou em virtude de processos judiciais levantados por alguns candidatos.
Arnaldo S'antiago, Diretor de Logística do Porto (Foto: Reprodução SBT)

“A demora se deu principalmente em razão de uma ação judicial que estava sob judice e tivemos que aguardar o término dessa ação e agora iniciamos os procedimentos legais para a contratação e a autorização do governo. Os documentos já foram encaminhados para Florianópolis, nós temos que ver também a questão dos uniformes e armamento”, disse Arnaldo.
Em relação a contratação de mão de obra terceirizada para realizar a função de guarda portuário, a direção afirma que mantém o contrato com a mesma empresa há mais de 10 anos.
“Nós temos cerca de 60, 70 guardas contratados e aí nós temos que ver a real necessidade se esses quarenta vão preencher ou se precisaremos chamar mais alguns dos aprovados ou reincidir, até se for o caso, o contrato com essa empresa”, completou Arnaldo.
O porto disse ainda que vai cumprir todas as decisões judiciais e que vai chamar os aprovados o mais rápido possível. “Todas as orientações do Ministério do Trabalho estão sendo seguidas e está tudo sob controle e eles podem ficar tranquilos que vão ser chamados oportunamente”, finalizou Arnaldo.
Nota do Porto
No dia 24 de janeiro, o Porto emitiu a seguinte nota:
O Porto de São Francisco do Sul esclarece que está tomando todas as providências administrativas para contratação dos guardas portuários que foram aprovados no concurso público realizado em 2014.
A Administração do Porto encaminhou o pedido de nomeação dos aprovados ao Governo de Santa Catarina e a estimativa é que todo o processo legal seja concluído em até 90 dias.
Intimação do MPT


No dia 25 de janeiro, foi publicada no Diário Oficial do Estado, a intimação do Ministério Público do Trabalho, endereçada à administração do Porto de São Francisco do Sul – APSFS, para que se manifeste sobre a efetiva observância da ordem de não contratar mão de obra terceirizada para a Guarda Portuária. Deverá ainda, no prazo de 15 dias, informar o atual estado da contratação dos guardas portuários aprovados no concurso homologado.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                          
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                
COMENTÁRIOS

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES