Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

sexta-feira, 21 de julho de 2017

0

CENTRO DE PRONTIDÃO AMBIENTAL DA APPA ATENDE OCORRÊNCIA




Equipes conseguiram conter um vazamento de cerca de 100 litros de óleo de soja a granel

A capacidade de atendimento a emergências ambientais envolvendo derramamento de óleo vegetal do Porto de Paranaguá foi comprovada. No dia 11, equipes formadas por cerca de 15 pessoas - que atuam 24 horas por dia no Centro de Proteção Ambiental das Baías de Paranaguá e Antonina, inaugurado em 2016, com investimentos de R$19,5 milhões – conseguiram conter um vazamento de cerca de 100 litros de óleo de soja a granel.
A Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) foi notificada pela empresa Cattalini Terminais Marítimos sobre vazamento de óleo de soja, que aconteceu durante a operação do navio Stenaweco Marjorie K, atracado no píer de graneis líquidos número 141.
O vazamento ocorreu por volta das 09h50 devido a problemas nos flanges de conexão do navio. O terminal deu início a operação de contenção do vazamento por volta das 10h30, solicitando apoio do Centro de Prontidão para Emergências Ambientais da APPA.
“No momento do vazamento o navio havia completado somente 2,87% do total da carga de 30 mil toneladas que deveria ser carregada. A APPA determinou a imediata paralisação do carregamento”, conta o diretor de Meio Ambiente da Appa, Bruno da Silveira Guimaraes.
A APPA também determinou a todos os envolvidos o acionamento dos seus Planos de Emergência Individuais (PEI) no apoio para as operações de recolhimento – coordenada pela empresa Cattalini que é a responsável pela ação de recolhimento do óleo.
A APPA informa ainda que disponibilizou toda a sua estrutura de defesa ambiental e também abriu procedimento averiguatório para apurar as responsabilidades pelo vazamento.
Atendimento rápido

O novo prédio, que atende todas as orientações do Plano Nacional de Contingência, abriga equipe de resgate, brigada de incêndio do Porto de Paranaguá e biólogos responsáveis pela despetrolização da fauna, facilitando a ação e operação, em caso de emergências decorrentes da atividade portuária.
Localizado na beira da água o CPA possui uma rampa que permite a rápida colocação de embarcações na baía, o lançamento e uso de equipamentos como, por exemplo, barreiras de contenção e recuperadores de óleo em situações de emergência ambiental. Com isso, o atendimento às emergências ambientais acontece duas vezes mais rápido do que o normal.
O Centro é equipado permanentemente com embarcações, motobombas, barreiras de contenção, recolhedores, bombas para produtos químicos, tanques para armazenamentos de resíduos sólidos e líquidos e equipamentos de proteção individual para atendimento dos mais variados níveis de emergência.
No local, ocupado pela equipe da Alpina Briggs, empresa contratada pela APPA e especializada no atendimento a emergências envolvendo hidrocarbonetos e produtos químicos diversos, atuam 20 funcionários que trabalham em turnos, 24 horas por dia, nos 365 dias do ano, para garantir o pronto atendimento previsto na Licença de Operação do Porto de Paranaguá, emitida pelo IBAMA.
Maiores investimentos da história


Nos últimos cinco anos, a APPA investiu aproximadamente R$35 milhões em mais de 40 programas de meio ambiente. Vale lembrar que, devido a estas ações e investimentos, o Porto de Paranaguá saltou da 26ª posição em 2012 no Índice de Desempenho Ambiental da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ) para a 3ª colocação em 2016.

A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.
                                                                                                                                                                                          
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                            
COMENTÁRIOS

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES