Postagem em destaque

CODESP: COMISSIONADO NÃO TERIA CURSO PARA ASSUMIR SUPERINTENDÊNCIA DA GUARDA PORTUÁRIA

Para exercer a superintendência da Guarda, o ex-militar Luis Fernando Baptistella teria que cumprir o que preconiza a Constituição da...

LEGISLAÇÕES

quarta-feira, 10 de abril de 2019

0

CAMINHONEIRO É PRESO TENTANDO EMBARCAR COCAÍNA EM NAVIO NO PORTO DE SANTOS




Apreensão de 349 kg de cocaína ocorreu após autoridades federais localizarem mais de uma tonelada da droga pronta para ser levada a cargueiro, onde também ocorreu um incêndio
Autoridades federais apreenderam 349 kg de cocaína e prenderam um caminhoneiro tentando embarcar parte da droga em um navio atracado no Porto de Santos, no litoral de São Paulo. A localização do novo carregamento ilícito ocorreu após a Receita Federal interceptar mais de uma tonelada do entorpecente destinados ao mesmo navio.
Na segunda-feira (8), equipes da Alfândega do Porto de Santos foram a bordo do cargueiro Grande San Paolo durante trabalho de fiscalização. Em dois contêineres no cais, ainda a serem embarcados, foram localizadas 30 mochilas com 1.165 kg de cocaína. O carregamento tinha como destino o Porto de Antuérpia, na Bélgica (Europa).
Após apreensão, que ocorreu em conjunto com a Polícia Federal, as autoridades detiveram um caminhoneiro que se preparava para levar ao navio uma mala com tabletes de cocaína na cabine do caminhão. O motorista participava da operação de embarque de contêineres do navio, que é do tipo Ro-Ro, característica pelo transporte de veículos.
Além da mala com o caminhoneiro, outras 11 semelhantes foram encontradas a bordo pelas equipes do Fisco e da Polícia Federal, que passou a investigar a participação de outras pessoas na tentativa de tráfico internacional. A Guarda Portuária participou da operação. Com as apreensões, as autoridades totalizam 1.514 kg de cocaína pura recolhida.
Incêndio

Na terça-feira (9), um caminhão desgovernado, que também fazia o embarque de carga, colidiu interinamente com a lateral do Grande San Paolo e provocou um incêndio a bordo. De acordo com a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), a autoridade portuária, veículo atingiu a amurada do cargueiro sem provocar grandes danos.
A Guarda Portuária foi acionada e a brigada de incêndio, juntamente com a tripulação, extinguiu o fogo pouco tempo depois. O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) avalia eventuais impactos ao ambiente e a Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP) também apura danos a bordo.
Fonte: G1 Santos


Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                             
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.