Postagem em destaque

EMPRESÁRIOS SUSPEITOS DE ENVOLVIMENTO NO TRÁFICO INTERNACIONAL DE DROGAS FORAM PRESOS PELA POLÍCIA FEDERAL

  O nome dos empresários é informado na solicitação do mandado que consta na decisão judicial que autorizou a deflagração da Operação Além M...

LEGISLAÇÕES

sexta-feira, 21 de agosto de 2020

0

TREM COLIDE COM CARRETA NO PORTO DE SANTOS

 


O segundo semirreboque acabou sendo atingido pelo trem e o veículo foi arrastado por alguns metros, até que a locomotiva conseguiu parar.

Na noite do último sábado (15) uma composição ferroviária colidiu com uma carreta bitrem no Porto de Santos, litoral de São Paulo.

O acidente ocorreu na Praça Cândido Gafreé, no bairro Paquetá, defronte ao antigo prédio da Diretoria de Operações, conhecido popularmente como “Prédio da Dirop”, da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), atualmente Santos Port Authority (SPA).

Segundo informações da SPA, a carreta bitrem saiu do terminal 12-A e ao cruzar a linha férrea com o objetivo de acessar a Rua Xavier da Silveira o semirreboque foi atingido pela locomotiva da composição ferroviária, arrastando a carreta por alguns metros.

A carreta fez uma conversão, que não é considerada proibida, no entanto não conseguiu atravessar a linha férrea a tempo. O segundo semirreboque acabou sendo atingido pelo trem e o veículo foi arrastado por alguns metros, até que a locomotiva conseguiu parar.

O acidente causou danos materiais ao caminhão e danificou parte do muro da via férrea, mas ninguém ficou ferido.

VLI

A empresa VLI Multimodal S/A (antigo acrônimo para Valor da Logística Integrada), empresa que controla o transporte ferroviário no Porto de Santos emitiu nota lamentando o ocorrido e informa que a colisão não causou vítimas. A empresa esclarece ainda que todos os procedimentos de segurança foram adotados, como o acionamento da buzina para alertar e dos freios de emergência.

Antes de atravessar uma linha férrea é importante que pedestres e motoristas sigam as orientações de ‘pare, olhe e escute’. Um trem pode demorar até um quilômetro para parar totalmente. O Código de Trânsito Brasileiro determina que o motorista deve parar o veículo antes de transpor a linha férrea. O condutor que não obedece a essa norma comete infração gravíssima, podendo levar multa e perder pontos na carteira.

A empresa informa que promove campanhas de conscientização para reforçar os cuidados e o comportamento preventivo durante a interação com a linha.

Outro acidente

Esse não foi o primeiro acidente no local. No dia 13 de março um trem bateu na parte lateral traseira de um veículo. A conversão para acessar a Rua Xavier da Silveira naquele local não é proibida. Os acidentes com trens na travessia de linhas férreas geralmente são causados pela imprudência dos motoristas em não aguardar a passagem das composições ferroviárias.





A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      
                                                                                       
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.