Postagem em destaque

GREVE DOS GUARDAS PORTUÁRIOS NO RIO É CANCELADA APÓS DETERMINAÇÃO DA JUSTIÇA PARA MANTER ESCALA DE TRABALHO

  Nível de Proteção do porto chegou a ser elevado para 2 No dia 14, quinta feira, o Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços Portuários do...

LEGISLAÇÕES

segunda-feira, 28 de junho de 2021

0

RECEITA FEDERAL APREENDE 219 KG DE COCAÍNA NO PORTO DE PARANAGUÁ

 

A droga, inserida numa carga de farinha, tinha como destino a Bélgica

No dia 19 desse mês, a Receita Federal do Brasil (RFB) apreendeu 219 kg de cocaína no Porto de Paranaguá, litoral do Paraná.

A droga, acondicionada em bolsas de viagem, foi encontrada, com o auxílio do escâner, após vistoria realizada em uma carga de farinha que tinha como destino a Bélgica.


O método utilizado foi o rip-on/rip-off, no qual os criminosos violam o lacre dos contêineres e inserem mercadorias ilícitas sem o conhecimento do exportador.

A droga apreendida foi encaminhada à Polícia Federal (PF), que seguirá com as investigações a fim de identificar a origem e os responsáveis pela carga.

Em 2021, a Receita Federal já realizou 13 apreensões de cocaína, no Porto de Paranaguá, totalizando 1.993,5 kg da droga.





A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.    

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário.