Postagem em destaque

CONPORTOS ABRE AS INSCRIÇÕES PARA O CURSO ESPECIAL DE SUPERVISÃO EM SEGURANÇA PORTUÁRIA

  O período de inscrição é de 18 de maio de 2022 a 05 de junho. Serão disponibilizadas 240 (duzentas e quarenta) vagas A Comissão Nacional...

LEGISLAÇÕES

segunda-feira, 13 de junho de 2022

0

PRESOS POR TRÁFICO DE COCAÍNA NO PORTO DE SANTOS ERAM VIGILANTES DO TERMINAL

 

 
Foto: Divulgação Polícia Federal

Na decisão que decretou a preventiva dos acusados, a Justiça Federal destacou a complexidade das ações cometidas pelo grupo criminoso

Os quatro homens presos durante a Operação Portão da Polícia Federal (PF), deflagrada na manhã da última terça-feira (07) para reprimir o tráfico internacional de drogas pelo Porto de Santos, são vigilantes de uma empresa de segurança privada.

Os acusados, que eram funcionários da empresa terceirizada, trabalhavam no terminal da Hipercon, situado na Rua Augusto Scaraboto, na Alemoa, em Santos, quando permitiram que outras pessoas entrassem no local para estufar um contêiner com 603 kg de cocaína, segundo levantamento da PF.

Acondicionada em sacos de ráfia, a droga foi escondida em um carregamento de grãos de milho, cujo destino seria Portugal (Porto de Leixões). Antes, haveria o transbordo do contêiner no porto holandês de Roterdã.

O plano só não deu certo porque agentes da Receita Federal descobriram o contêiner com cocaína no último dia 6 de abril, durante uma inspeção no terminal marítimo da Brasil Terminal Portuário (BTP), antes que ele fosse despachado para a Europa por meio do navio MSC Michela.

SAIBA MAIS: PF DEFLAGRA OPERAÇÃO CONTRA TRÁFICO INTERNACIONAL DE DROGAS NO PORTO DE SANTOS

Naquela ocasião, não houve flagrante e era ignorado os envolvidos no esquema. Durante a apuração da cadeia logística do contêiner antes que ele chegasse ao terminal da BTP, a PF apurou que o cofre de carga entrou vazio na empresa Hipercon, em 21 de março.

Com a colaboração desta empresa, que forneceu as imagens de suas câmeras de segurança, a PF concluiu que a contaminação do contêiner com a cocaína ocorreu no dia 26 de março, um sábado, entre 19h27 e 22h23, quando não ocorreram operações no local.

Apenas os quatro vigilantes acusados estavam no recinto de despacho aduaneiro. Segundo a PF, com base nas filmagens, eles permitiram o ingresso de estranhos com um caminhão e os auxiliaram na estufagem do contêiner.

A caixa metálica (contêiner) foi levada da Hipercon para o pátio da BTP no dia 31 de março. O carregamento de cocaína apreendido, caso ele chegasse a seu destino, alcançaria valor superior a US$ 16.6 milhões na venda por atacado, o que equivaleria a mais de R$ 80 milhões.

A PF requereu as prisões preventivas dos quatro vigilantes (suspeitos) e a Justiça Federal as decretou. As investigações prosseguem para identificar outros integrantes da rede criminosa. Além das ordens de captura, na terça-feira (07/06) foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão.

O Santa Portal apurou que os vigilantes capturados são D.V.I., R.S.L., V.A.R. e R.G.N.L.. Em suas residências foram apreendidos celulares e outros objetos que podem interessar às investigações e servir de provas.

Danilo e Rafael moram, respectivamente, em Praia Grande e Cubatão, enquanto Vagner e Roger residem em Santos. Um ex-vigilante da empresa de segurança, sobre o qual recai forte desconfiança, também teve a casa vistoriada, mas a sua prisão ainda não foi requerida pela PF.

Na decisão que decretou a preventiva dos acusados, a Justiça Federal destacou a complexidade das ações cometidas pelo grupo criminoso, “de elevado poderio financeiro e acentuado poder corruptor, integrado por diversas pessoas, algumas ainda não identificadas”. (EF)

Fonte: SantaPortal


Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário.