Noticias e artigos em tudo que envolve a segurança nos portos do Brasil

Postagem em destaque

AUTORIDADE PORTUÁRIA DE SANTOS PUBLICA EDITAL DE CONCURSO PARA A GUARDA PORTUÁRIA

As inscrições serão aceitas durante os dias 1º de abril a 06 de maio. A data prevista para a prova é 23 de junho A Autoridade Portuária de...

LEGISLAÇÕES

sexta-feira, 8 de março de 2024

0

JOGADOR HOLANDÊS CONDENADO POR TRÁFICO INTERNACIONAL DE DROGA É DETIDO NO AEROPORTO

 

Quincy Promes, jogador do Spartak Moscou foi detido no aeroporto de Dubai, enquanto retornava de uma pré-temporada com sua equipe

O atacante holandês Quincy Promes, do Spartak Moscou, foi detido pela polícia no aeroporto internacional Al Maktoum, de Dubai, enquanto retornava de uma pré-temporada com sua equipe e foi levado para a esquadra, com a companhia de elementos do clube russo.

Promes foi preso no controle de fronteira e não foi autorizado a viajar com seus companheiros de volta à São Petersburgo, na Rússia. Segundo o jornal inglês Daily Mail, o jogador de 32 anos foi pego no controle de fronteira e não foi autorizado a viajar com seus companheiros de volta à Rússia.

“Promes foi preso no aeroporto de Dubai e não retornará ao Spartak Moscou”, é a manchete do Sport Express, principal jornal da Rússia. O segundo jornal esportivo do país, Lenta, também informa que Promes não jogará mais pelo seu clube e prevê que o jogador seja extraditado para a Holanda.

Até agora, Promes não tinha sido efetivamente detido por jogar na Rússia, país que não tem acordo de extradição com os Países Baixos (Holanda). O caso mudou de figura quando ele pisou solo dos Emirados Árabes Unidos e Promes pode ser extraditado para o seu país natal.

Condenação

A detenção aconteceu poucas semanas depois da condenação do jogador por tráfico de droga. Promes foi condenado a seis anos de prisão pela acusação de traficar 1.350 kg de cocaína.

Ele foi denunciado em maio do ano passado depois de uma investigação sobre a interceptação, em janeiro de 2020, de dois lotes da droga — de 650 kg e 713 kg — na Antuérpia.

O jogador e um cúmplice foram considerados culpados pela Justiça holandesa de importação, exportação, transporte e posse da droga.

De acordo com as autoridades locais, citadas pelo DailyMail, a cocaína estava escondida "num carregamento de sal marinho vindo do Brasil". A droga foi transportada em dois contêineres com destino a Antuérpia.

SAIBA MAIS: JOGADOR HOLANDÊS É CONDENADO POR TRÁFICO DE 1.363 KG DE COCAÍNA SAINDO DO BRASIL

A investigação do caso começou depois que a Equipe de Inteligência Criminal da polícia holandesa "recebeu informações de que o homem de 32 anos (cúmplice de Promes) que agora vive na Rússia estava envolvido no comércio de cocaína". O carro do suspeito foi grampeado.

"Muitas mensagens de chat deixaram claro que ambos os suspeitos estavam envolvidos na entrada, na remoção e no posterior transporte e na venda destas duas remessas", afirmaram os investigadores.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.   

* Texto: O texto deste artigo relata acontecimentos, baseado em fatos obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis e dados observados ou verificados diretamente junto a colaboradores.

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e adicionado o link do artigo. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário e insira o seu e-mail.