Postagem em destaque

QUEM SÃO OS BANDIDOS BRASILEIROS MAIS PROCURADOS NO PAÍS E NO MUNDO? VEJA LISTA

  Dos 18 foragidos na lista nacional, oito têm ordem de prisão por crime de tráfico de drogas (44%) Traficantes e assaltantes conhecidos, ma...

LEGISLAÇÕES

terça-feira, 24 de agosto de 2021

0

OPERAÇÃO CONJUNTA DA RECEITA FEDERAL, MARINHA DO BRASIL, POLÍCIA FEDERAL E GUARDA PORTUÁRIA RESULTA NA APREENSÃO DE 329 KG DE COCAÍNA NO PORTO DE SANTOS

 

Droga estava oculta no interior da embarcação e no compartimento embaixo d'água, no casco do navio

Na última sexta-feira (20), uma operação conjunta entre Receita Federal do Brasil (RFB), Marinha do Brasil (MB), Polícia Federal (PF) e Guarda Portuária GPort, resultou na localização de várias bolsas de cocaína em um navio atracado no Porto de Santos, no litoral de São Paulo.

A atividade foi deflagrada no período da tarde, após os agentes da Guarda Portuária visualizarem na madrugada, uma movimentação suspeita de embarcações em torno do Navio Eleoussa.

 Embarcações da RF, PF e GPort participaram da operação – Foto: Divulgação RF

Inicialmente, foram realizadas buscas na praça de máquinas e outros locais internos da estrutura do navio. Após minucioso trabalho das equipes, foram localizadas seis sacolas de cocaína, com peso total 174,47 kg.

Entretanto, devido a ocorrências anteriores de ocultação de bolsas contendo cocaína no compartimento denominado "sea chest", que fica abaixo da linha d'água, no casco do navio, e é utilizado para coleta de água do mar para suprir os sistemas de refrigeração do navio, foi solicitado o apoio do Comando do 8º Distrito Naval, da Marinha do Brasil, que empregou o Grupo de Mergulho do Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Sul-Sudeste (ComGptPatNavSSE) para verificar.

 Grupo de Mergulho do ComGptPatNavSSE foi acionado - Foto: Divulgação RF

Após os mergulhos, foram localizadas mais cinco sacolas de cocaína preparadas e ocultadas naquele compartimento, com peso total de 154,48 kg.

Portanto, no total, foram apreendidas, durante a operação, onze sacolas contendo 328,95 kg de cocaína.

As diferentes formas de ocultação da droga (no interior do navio e no compartimento abaixo d'água) levam as autoridades a suspeitarem que possa ter ocorrido a atuação de quadrilhas diferentes, que escolheram o mesmo navio para a tentativa do envio da droga para o exterior. O navio estava carregado com açúcar e tinha como destino Lagos, na Nigéria.

A droga ficou sob a responsabilidade da Polícia Federal, que prosseguirá com as investigações.

Desde janeiro de 2020 até essa ação, o emprego conjunto dos mergulhadores da Marinha com os órgãos de segurança pública resultou na localização de mais de 1,6 tonelada de drogas nessa modalidade de fixação sob o casco de navios mercantes que têm como destino a Europa e a África, a partir do Porto de Santos.

Nesse ano a Receita Federal já apreendeu 10.920 kg de cocaína apenas no Porto de Santos.



A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário.