Postagem em destaque

CDRJ É CONDENADA A PAGAR DANOS MORAIS POR NÃO RENOVAR O PORTE DE ARMAS DE UM GUARDA PORTUÁRIO

  O magistrado assinalou que, ao proceder assim, a CDRJ expôs a vida e a integridade física do trabalhador a risco A Companhia Docas do Ri...

LEGISLAÇÕES

terça-feira, 8 de fevereiro de 2022

0

AUTORIDADES DA ESPANHA APREENDEM 560 KG DE COCAÍNA EM BARCO PESQUEIRO DO BRASIL

 

Os sete tripulantes da embarcação foram detidos, entre eles seis brasileiros e um francês

Autoridades espanholas, em operação conjunta da Polícia Nacional, da Guarda Civil e a Vigilância Aduaneira, interceptaram um barco de pesca de bandeira brasileira a 230 milhas das Ilhas Canárias, localizadas a Oeste da costa do Marrocos, que transportava 560 kg de cocaína.

A operação internacional, que utilizou o navio de operações especiais “Fulmar”, para fiscalização aduaneira da Agência Tributária, foi coordenada pelo MAOC-N (Centro de Análise e Operações do Atlântico) e o CITCO (Centro de Inteligência Contra o Terrorismo e o Crime Organizado).

Investigadores da Polícia Nacional, da Guarda Civil e do Serviço de Vigilância Aduaneira da Receita Federal veio apurar o possível envolvimento de uma embarcação suspeita de tráfico ilícito de drogas da América do Sul, dando lugar à fase de exploração da operação.

A partir desse momento, a Vigilância Aduaneira da Agência Tributária estabeleceu o oportuno dispositivo aeronaval, que resultou na localização, na madrugada do dia 19 de janeiro, da embarcasção “Mestre Doca I”, de bandeira do Brasil, mas a divulgação ocorreu somente dia 21.

Segundo a polícia espanhola, o piloto da embarcação, após perceber a aproximação das autoridades, realizou manobras com o barco para tentar fugir, o que aumentou ainda mais as suspeitas de que estariam realizando atividades ilegais.

A abordagem foi dificultada pelas condições de navegação, já que foram realizadas em meio a uma tempestade. Dentro da embarcação pesqueira de 19 metros de comprimento, havia várias bolsas usadas habitualmente para o tráfico de cocaína.

Os sete tripulantes da embarcação foram detidos, entre eles seis brasileiros e um francês. Tanto os detidos, como o barco, a droga e os processos policiais foram entregues ao Tribunal Central de Instrução que atua como guarda do Tribunal Superior Nacional. O barco foi encaminhado ao Porto de Santa Cruz de Tenerife.

Pescadores catarinenses

Segundo as autoridades brasileiras, a embarcação, com registro no Sindicato da Indústria da Pesca de Itajaí (Sindipi), teria saído de Guaratuba, no Paraná, com destino à Espanha. Dos seis brasileiros, três deles trabalhavam e moravam em Balneário Barra do Sul, no Litoral Norte de Santa Catarina.

Rota do Atlântico

Esta operação é mais uma das realizadas no combate ao narcotráfico na chamada 'rota do Atlântico da cocaína', conhecida por ser utilizada por barcos pesqueiros que, vindos da América do Sul, transbordam entorpecentes no meio do Atlântico para sua posterior introdução no continente europeu.

CITCO

O Centro de Inteligência de Combate ao Terrorismo e Crime Organizado (CITCO) é a agência de inteligência doméstica espanhola responsável pela prevenção do terrorismo doméstico, crime organizado e outras organizações radicais violentas, gerenciando e analisando todas as informações internas do país. Foi formado em outubro de 2014.

MAOC-N - Centro de Análise e Operações Marítimas

O MAOC (N) é uma iniciativa de 6 países membros da UE (França, Irlanda, Itália, Espanha, Holanda, Portugal) e Reino Unido e é cofinanciado pelo Internal Security Fund da União Europeia. O Centro oferece um fórum de cooperação multilateral para reprimir o tráfico ilícito de drogas por mar e ar.

Embora operacional desde Abril de 2007, o Centro abriu oficialmente a 30 de Setembro de 2007 em Lisboa na sequência da assinatura de um Acordo Internacional pelos Ministros de cada um dos Países Parceiros.

O MAOC (N) é uma unidade europeia de aplicação da lei com apoio militar que coordena inteligência marítima e aeronáutica, recursos e pessoal treinado para responder à ameaça representada pelo tráfico ilícito de drogas por meios marítimos e aéreos.

Ele é composto por Country Liaison Officers que representam as autoridades policiais, aduaneiras, militares e marítimas das nações europeias participantes, bem como por oficiais de ligação permanentes dos Estados Unidos da Drug Enforcement Administration-DEA, da Representação de Lisboa e do Força-Tarefa Conjunta Interagências Sul. A Comissão Europeia, a EUROPOL, o Gabinete das Nações Unidas contra a Droga e o Crime (UNODC), o Centro Europeu para a Droga e a Toxicodependência (EMCDDA), o Serviço Europeu para a Ação Externa (SEAE), a Agência Europeia de Defesa (EDA), EUROJUST e FRONTEX são todos observadores do MAOC (N).




A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário.