Postagem em destaque

CONPORTOS ABRE AS INSCRIÇÕES PARA O CURSO ESPECIAL DE SUPERVISÃO EM SEGURANÇA PORTUÁRIA

  O período de inscrição é de 18 de maio de 2022 a 05 de junho. Serão disponibilizadas 240 (duzentas e quarenta) vagas A Comissão Nacional...

LEGISLAÇÕES

sexta-feira, 17 de junho de 2022

0

RECEITA FEDERAL APREENDE 268 KG DE COCAÍNA NO PORTO DE SUAPE


Droga tinha como destino final Moçambique na África. Antes, o navio teria uma parada na Espanha, no Porto de Las Palmas

A Receita Federal do Brasil (RFB) apreendeu, na última quarta-feira (15), 268 kg de cocaína escondidos em uma carga de piso cerâmico, no Porto de Suape, no Grande Recife, no litoral do Estado de Pernambuco.

Segundo a Inspetoria da Receita Federal no local, a droga tinha como destino final Moçambique na África. Antes, o navio teria uma parada na Espanha, no Porto de Las Palmas.

Ainda segundo a RFB, a apreensão é fruto do trabalho integrado da inteligência do órgão, Inspetoria do Porto de Suape e da Divisão de Repressão ao Contrabando e Descaminho. Segundo o Porto de Suape, a apreensão foi realizada no Terminal de Contêiner, que é alfandegado e arrendado, de jurisdição da Receita Federal.

Após os alvos serem selecionados para inspeção, o escâner apontou irregularidades em uma das cargas e ao serem vistoriadas pela fiscalização, com o auxílio da Equipe K9, a cadela Phoênix indicou a presença da droga em um contêiner, cuja a carga declarada era de caixas de cerâmica.

Nesse contêiner foram encontrados 255 tabletes de cocaína. Os testes confirmaram a substância ilícita e o entorpecente foi encaminhado para a Polícia Federal (PF) que dará prosseguimento as investigações.

Na ocasião ninguém foi preso. Informações sobre a identidade do dono da carga ou a origem da droga não podem ser repassadas para não atrapalhar as investigações.

Em nota, a RFB disse que as investigações apontam para uma prática delituosa conhecida como rip-on/rip-off, em que "a droga é inserida em uma carga lícita e regular sem o conhecimento dos exportadores/ importadores".

"Dessa forma, não há indícios de que a empresa fabricante de revestimentos cerâmicos e porcelanatos Elizabeth tenha relação com o delito em questão", informou.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário.