Noticias e artigos em tudo que envolve a segurança nos portos do Brasil

Postagem em destaque

OPERAÇÃO CONJUNTA DA GUARDA PORTUÁRIA E POLÍCIA CIVIL PRENDE HOMEM APONTADO COMO INTEGRANTE DO COMANDO VERMELHO

  Ele tinha um mandado de prisão preventiva pelo crime de associação para o tráfico de drogas Na noite da sexta-feira (26/01), a Guarda Po...

LEGISLAÇÕES

quinta-feira, 21 de setembro de 2023

0

MARINHA REALIZA EXERCÍCIO DE SEGURANÇA NO PORTO DE SÃO FRANCISCO DO SUL

 

Exercício de Defesa Naval de Porto simulou um ataque ao Complexo Portuário. Militares atuaram em conjunto com a Guarda Portuária

A Marinha do Brasil (MB), no período de 11 e 14 de setembro, realizou mais um exercício de Defesa Naval de Porto, em São Francisco do Sul (SC), que simulou um ataque ao Complexo Portuário do Norte catarinense.

A operação, coordenada pelo Comando do 5º Distrito Naval, com sede na cidade de Rio Grande (RS) envolveu a mobilização de 288 militares altamente treinados, além de uma impressionante frota de navios e viaturas.

Objetivo

O propósito do exercício foi treinar os militares nos procedimentos para a ocupação de pontos sensíveis das instalações portuárias e atuar na defesa do porto, de bens públicos e pessoais, em colaboração com a Autoridade Portuária, combatendo possíveis agentes perturbadores da ordem na região.

Defesa e Ataque

Como Força de Proteção, foram empregados na área marítima o Navio-Patrulha “Babitonga” e o Navio de Apoio Oceânico “Mearim”, junto com embarcações da Capitania dos Portos de São Francisco do Sul.

Foto: Divulgação Marinha do Brasil

Em terra, a operação contou com a colaboração de tropas e viaturas do Grupamento de Fuzileiros Navais do Rio Grande (RS), ocupando os postos de segurança e realizando inspeções pessoais e veiculares, atuando em conjunto com a Guarda Portuária (GPort).

Foto: Divulgação Marinha do Brasil

Já os Navios-Patrulha “Benevente” e “Maracanã” conduziram Ações de Ataque de Superfície contra os navios que efetuavam o Controle de Área Marítima da baía da Babitonga.

Militares especializados do Comando Naval de Operações Especiais, do Grupamento de Mergulhadores de Combate e do Batalhão de Operações Especiais de Fuzileiros Navais do Rio de Janeiro atuaram simulando forças inimigas, para testar as capacidades de defesa das unidades envolvidas no exercício.

“A intenção foi manter as operações portuárias e a operacionalidade do Porto, mesmo sob eventuais ameaças, garantindo a segurança patrimonial das instalações e do pessoal, contribuindo assim para a segurança nacional”, destacou o Comandante da Operação, capitão de fragata Jorge Augusto.

Foto: Divulgação Marinha do Brasil

Avaliação da operação

Na manhã da quinta-feira, 14, o alto comando da Marinha, no Sul do país, realizou uma visita ao presidente do Porto, Cleverton Vieira, para apresentar um resumo da operação realizada no complexo portuário. Na avaliação das autoridades da Marinha a operação foi exitosa, atingindo todas as metas de segurança e performance dos militares, junto com a Autoridade Portuária.

Foto: Divulgação Marinha do Brasil

Participaram do encontro o comandante do 5º Distrito Naval, vice-almirante Augusto José Fonseca Júnior; o capitão dos Portos de Santa Catarina, Rodrigo de Araújo Cid Santa Rita, e o delegado da Capitania dos Portos de São Francisco do Sul, Roberto da Silva Adriano.

DEPORTEX 2023

O Exercício de Defesa de Porto, denominado “Deportex”, faz parte da programação anual de treinamentos. Nos últimos 11 meses, a Marinha do Brasil, através do Comando do 5° Distrito Naval, conduziu outros três exercícios desse tipo na região Sul.

O primeiro foi um “INTERPORTEX”, em outubro de 2022, em Tramandaí (RS), região estratégica por conter duas monoboias de recebimento de óleo bruto da Transpetro. Em seguida, ocorreu um “DEPORTEX”, em dezembro de 2022, em Imbituba (SC). Por último, foi realizado um “INTERPORTEX”, em maio de 2023, em Itapoá (SC), porto privado de movimentação de contêineres, que também vêm se destacando pelos vultosos investimentos em sua expansão geográfica, operacional e tecnológica, conduzindo-o à 3ª posição no País no comércio de cargas desse tipo.

Porto de São Francisco do Sul

O Porto de São Francisco do Sul foi escolhido como cenário devido à relevância geográfica e comercial da região, em franca expansão e inserida em um polo que representa o 1° lugar no PIB da região Sul do Brasil.

Foto: Divulgação Marinha do Brasil

Também são relevantes os recordes históricos de movimentação de cargas à granel, como soja, milho, fertilizantes e insumos associados, que têm sido superados anualmente pelo Porto, com a estimativa de que poderá ter permitido, ao término do ano, o comércio de 15 milhões de toneladas, acarretando o melhor desempenho entre os 35 portos públicos do País.

Veja abaixo o vídeo da operação divulgado pela Marinha do Brasil:




A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e adicionado o link do artigo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário e insira o seu e-mail.