Postagem em destaque

PORTO DE SÃO FRANCISCO DO SUL REALIZA CURSO DE CAPACITAÇÃO PARA OS AGENTES DA GUARDA PORTUÁRIA

O objetivo do curso é capacitar os agentes para exercerem suas funções em toda a área portuária A Administração do Porto de São ...

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

0

INFOSEG AGUARDA PARECER DA CONPORTOS





No dia 06, o Diretor de Relações Institucionais do SINDGUAPOR-ES, Jorcy de Oliveira Filho, esteve na SENASP – Secretaria Nacional de Segurança Pública, no intuito de averiguar o andamento da solicitação de celebração de convênio das Guardas Portuárias com a SENASP, visando acesso à rede INFOSEG.

O Ofício encaminhado pelos representantes da Guarda Portuária de Santos (SP), Carlos Roberto Carvalhal e Vilmar Soares dos Santos, foi protocolado em 17 de outubro de 2012, recebendo o nº 080020.021971/2012-17.

Naquela ocasião, representantes da categoria foram recebidos pela Secretária Nacional de Segurança Pública, Drª Regina Maria Filomena de Luca Miki. Na SENASP, Jorcy foi informado que a solicitação foi encaminhada à CONPORTOS para análise.

Junto a CONPORTOS foi levantado que a solicitação encontra-se na CGI – Coordenação Geral de Inteligência, aguardando a elaboração de parecer.

Apoio político

O Diretor do Sindguapor entrou em contato com Deputado Federal Arnaldo Faria de Sá – PTB (SP), grande defensor das causas da Guarda Portuária, que se comprometeu a cobrar diretamente do Ministério da Justiça a emissão deste parecer e um melhor encaminhamento para a questão. 

Posteriormente, o deputado confirmou que já enviou ofício ao Ministério da Justiça cobrando um posicionamento sobre o parecer da Conportos.

Aproveitando sua ida à Câmara dos Deputados, visitou também as Parlamentares Rose de Freitas – PMDB (ES) e Sueli Vidigal – PDT (ES), obtendo das mesmas a garantia de que irão interceder junto à SEP  - Secretaria de Portos da Presidência da República visando evitar a terceirização das funções da Guarda Portuária e equiparar a tabela salarial do novo PCCS da Codesa a da Codesp e CDRJ.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES