Postagem em destaque

GUARDA PORTUÁRIA APREENDE COCAÍNA NO PORTO DE SANTOS

O contêiner onde a droga estava escondida tinha como destino o Porto de Algeciras, na Espanha. Dois elementos foram presos em flagrant...

quarta-feira, 17 de junho de 2015

4

GUARDA PORTUÁRIA RESGATA CASAL MANTIDO REFÉM E EVITA O ROUBO DA CARGA


As partes foram apresentadas na Central de Polícia Judiciária (CPJ)

As vítimas foram rendidas enquanto descansavam.
Um dos ladrões foi detido em flagrante pela Guarda Portuária. 

Na madrugada da última segunda-feira, por volta das 2 horas, três elementos renderam um casal que, depois de viajar por longas horas de Minas Gerais à Santos, dormiu na cabine do caminhão, estacionado na Rua Rodrigo Silva, no Bairro do Macuco, em Santos.
Na ação, com uma arma, os suspeitos bateram no vidro da janela e exigiram a abertura das portas. O motorista e a companheira foram colocados na cama da cabine e o bandido posteriormente preso assumiu a direção e conduziu o veículo pela Avenida Perimetral.
Na Avenida Perimetral, uma viatura da Guarda Portuária, integrada pelos guardas portuários Thiago Ornelas e Guimarães, foram alertados sobre o roubo do caminhão por um popular, que ainda apontou o caminho tomado pelos ladrões. Em rondas pela região central, os agentes localizaram o veículo parado na Rua João Pessoa.


Este é o terceiro roubo ocorrido na Rua Rodrigo Silva este ano. No local existem armazéns de café.
No trajeto até o local os acusados perguntaram insistentemente ao motorista se a carga era de café. O motorista negou e exibiu a nota fiscal que mostrava que a carga é de soja, então os bandidos decidiram parar o caminhão para conferir se não havia café na carga.
Com a chegada da viatura, imediatamente, as vítimas gritaram por socorro e informaram que estavam sendo assaltadas e os três elementos empreenderam fuga.
Um dos elementos, o mecânico Lucian Monteiro da Silva, 24 anos, foi detido no local e o outro, o autônomo Diego Pereira da Silva, de 30 anos, foi localizado em uma rua próxima pelos guardas portuários De Paula e Marco Aurélio que foram em apoio a ocorrência.
Sem tempo para fugir com os demais suspeitos a pé, Diego foi detido e apresentado ao casal, que não teve dúvidas em reconhecê-lo como um dos autores do roubo.
As partes foram apresentadas pelo Inspetor/Coordenador Soares ao delegado Edmílson Sanches, na Central de Polícia Judiciária (CPJ) do Município. No local, o casal reconheceu apenas Diego como participante do sequestro. Morador do Jardim São Manoel, na Zona Noroeste de Santos, o acusado foi encaminhado para a Central de Polícia Judiciária (CPJ), onde foi autuado em flagrante. Posteriormente, ele teve como destino a cadeia anexa ao 5º Distrito Policial de Santos (Bom Retiro).
De acordo com a polícia, o único pertence subtraído foi o celular do motorista. A carga de soja, avaliada em R$ 36.621,67, não chegou a ser violada.
Segundo os integrantes da Guarda Portuária que participaram da ação, no Distrito, um celular apreendido com um dos suspeitos tocou. No outro lado da linha um elemento disse: “Quantos vocês querem para soltar os dois companheiros?”. Em seguida tiveram a seguinte resposta: “Aqui é a Guarda Portuária!”.
A notícia foi divulgada no Jornal A Tribuna e no Diário do Litoral.

Leia também:

* Guarda Portuária evita roubo de carga .

A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                
* Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.



4 comentários:

  1. BELEZA DE TRABALHO . ESSE É O TRABALHO DE UMA GUARDA PORTUÁRIA QUE QUEREMOS .
    NÃO SERVIÇO DE PORTEIRO COMO É O RESTANTE DAS GUARDAS PORTUÁRIAS ESPALHADAS
    POR ESSE BRASIL ¨VARONIL¨ , TODAS SUCATEADAS E FAZENDO SERVIÇO DE ENVERGONHAR,
    QUE NÃO TEM NADA COM A VERDADEIRA A FUNDAMETAL FUNÇÃO DE UMA GUARDA PORTUÁRIA.
    E AINDA TEM COLEGUINHAS QUE ACHAM BACANA , GERALMENTE CONCURSEIROS OU QUE NUN-
    CA TRABALHARAM NA AREA DE SEGURANÇA. FORA SÃO PAULO QUE TAMBEM TEM SEUS PROBLE-
    MAS PORÉM É UMA GUARDA PORTUÁRIA NA SUA ESSENCIA , E REALIZA FUNÇÕES PERTINENTES E
    INERENTES DE SEGURANÇA PÚBLICA COM MUITA HABILIDADE, NO RESTANTE DO PAÍS, A RIGOR TEMOS .... O QUE ?
    VAMOS PARAR DE ACHAR , PELO MENOS AQUELES QUE TEM A SEGURANÇA EM SUAS VEIAS COMO
    PROFISSÃO , DE FICAR TAPANDO O SOL COM A PENEIRA. CHEGA.

    GP ALEXANDRE -ES

    ResponderExcluir
  2. GUARDA PORTUÁRIA NA OCORRÊNCIA, TEM QUE BATER CONTINÊNCIA.

    CILENO BORGES

    ResponderExcluir
  3. POSITIVO CILENO.
    PARABÉNS MEU IRMÃO DE LUTA.

    GP ALEXANDRE - ES

    ResponderExcluir
  4. CARO ALEXANDRE
    FALASTE UMA VERDADE.
    NÃO TEMOS QUE VER A GUARDA PORTUÁRIA APENAS COMO UM NOME.
    DEVEMOS VALORIZAR NOSSA ATIVIDADE E PENSAR E AGIR COMO GUARDAS PORTUÁRIOS.
    MAS, INFELIZMENTE, USAM OS GUARDAS PARA OUTRAS FINALIDADES, DENTRE ELAS, ATUAR COMO CONFERENTES DE CARGAS E, DEIXANDO PORTEIROS E VIGILANTES EM NOSSOS POSTOS DE SERVIÇO,, TENTAM PASSAR A IMPRESSÃO QUE A GP NÃO É ATIVIDADE FIM.

    CILENO BORGES

    ResponderExcluir

LEGISLAÇÕES