Postagem em destaque

GREVE DOS GUARDAS PORTUÁRIOS NO RIO É CANCELADA APÓS DETERMINAÇÃO DA JUSTIÇA PARA MANTER ESCALA DE TRABALHO

  Nível de Proteção do porto chegou a ser elevado para 2 No dia 14, quinta feira, o Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços Portuários do...

LEGISLAÇÕES

quarta-feira, 29 de setembro de 2021

0

CARTÉIS MEXICANOS TENTAM SE INSTALAR NO CHILE, ALERTA MINISTÉRIO PÚBLICO DAQUELE PAÍS

Estavam montando um laboratório no Porto de Iquique, 1.800 km ao norte de Santiago

Os cartéis de drogas mexicanos estão tentando se estabelecer no Chile e iniciar a produção local de substâncias ilícitas instalando laboratórios, alertou o Ministério Público do Chile.

"O Chile não é mais um país de trânsito de drogas. Na verdade, cartéis mexicanos amplamente conhecidos estão tentando se instalar no Chile", declarou o promotor federal, Jorge Abbott, ao apresentar o último relatório do "Observatório do Narcotráfico no Chile". "Hoje, temos que admitir que iniciamos a trajetória daqueles territórios que acolhem a produção local de substâncias ilícitas e a instalação de cartéis dentro de suas fronteiras".

Abbot acrescentou que "devemos acabar com isso agora. Não podemos permitir que continue a se aprofundar, nem que esses grupos se enraízem em nosso país".

Luis Toledo, diretor da Unidade Especializada em Tráfico Ilícito de Drogas do Ministério Público do Chile, destacou que os cartéis mexicanos também têm "a intenção de oferecer drogas no Chile, em particular o cloridrato de cocaína, e uma substância que é um extrato derivado da maconha", para o qual estavam montando um laboratório no Porto de Iquique, 1.800 km ao norte de Santiago.

"Braços operacionais dos cartéis mexicanos, principalmente o Cartel de Sinaloa e o Cartel Jalisco Nueva Generación, mostraram interesse nos portos chilenos", acrescentou.

O relatório também indica que "o aumento da apreensão de maconha, e a queda da cocaína e da pasta base [cocaína] continuam sendo uma tendência. Se detecta como uma ameaça a venda em massa de um FALSO 2CB", uma droga cujo consumo tornou-se popular e é apelidada de "cocaína rosa".

Fonte: BOL


Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário.