Postagem em destaque

SINDICATO DENUNCIA DISCRIMINAÇÃO NA AUTORIDADE PORTUÁRIA DE SANTOS

  Horas extraordinárias estariam sendo direcionadas e selecionadas a guardas portuários de menor salário O Sindicato dos Trabalhadores Adm...

LEGISLAÇÕES

terça-feira, 7 de dezembro de 2021

0

PORTO DE PARANAGUÁ É APROVADO EM AUDITORIA DA CONPORTOS

 

Instalação passou por fiscalização e cumpriu todas as pendências apontadas

O Porto de Paranaguá foi aprovado pela auditoria da Comissão Nacional de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis (Conportos), realizada no fim do mês passado, e obteve a sua Declaração de Cumprimento (DC) sem nenhuma pendência.

O documento garante que as instalações portuárias paranaenses cumprem todas as normas internacionais de segurança portuária, o que não ocorria desde 2017, em razão de pendências apontadas na fiscalização.

“Recebemos esta semana a auditoria da Conportos e foi um sucesso a apresentação que fizemos a eles. A primeira auditoria tinha apontado alguns itens não conformes e, neste retorno, 90 dias depois, eles constataram que todos os pontos foram corrigidos”, disse o presidente da empresa pública Portos do Paraná, que administra o porto, Luiz Fernando Garcia.

Com a aprovação, o Porto de Paranaguá passa a ter a sua DC sem nenhuma pendência. “Depois de muitos anos, o Porto estabelece um novo padrão e nós somos certificados sem qualquer pendência pela Conportos e muito em breve nossa Declaração de Cumprimento (DC) deve ser renovada e isso reforça o compromisso da Portos do Paraná não só com a eficiência, mas também com a segurança”, destacou o dirigente.

Certificação

A Declaração de Cumprimento (DC) é o documento por meio do qual o Governo Brasileiro certifica que a instalação portuária cumpre as disposições do Capítulo XI-2 da SOLAS-74/88 (que trata das Medidas Especiais para Intensificar a Proteção Marítima) e da Parte A do Código ISPS (Código Internacional para Proteção e Navios e Instalações Portuárias), além do previsto no seu PSP (Plano de Segurança Portuária) e nas Resoluções da Conportos.

Sem passivo

Para o comandante da Guarda Portuária, César Kamakawa, houve um empenho em mitigar essas pendências que ficaram para trás e a Portos PR foi muito além, implementando novas modalidades de atividades, complementando as exigências de segurança. “Uma delas é o patrulhamento marítimo que era a deficiência de vigilância no contra bordo, na área molhada, no lado oposto do navio ao que está atracado”, apontou.

De acordo com ele, algumas pendências vinham desde 2006 e, agora, todas foram sanadas. “A instalação portuária de Paranaguá foi bastante elogiada pela proatividade de todo o grupo de trabalho, não só a Unidade de Segurança, mas bem como a de Tecnologia e Informação, o setor de Engenharia, assim como a contribuição de todos os setores. Eles saíram muito satisfeitos com o que viram, com a nossa rotina de trabalho, que a gente não fica esperando algo acontecer de errado, mas sempre está buscando se antecipar com soluções”, finalizou Kamakawa.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário.