Noticias e artigos em tudo que envolve a segurança nos portos do Brasil

Postagem em destaque

AUTORIDADE PORTUÁRIA DE SANTOS PUBLICA EDITAL DE CONCURSO PARA A GUARDA PORTUÁRIA

As inscrições serão aceitas durante os dias 1º de abril a 06 de maio. A data prevista para a prova é 23 de junho A Autoridade Portuária de...

LEGISLAÇÕES

quinta-feira, 24 de novembro de 2022

0

NAVIO À DERIVA BATE NA PONTE RIO-NITERÓI NO PORTO DO RIO DE JANEIRO


O Centro de Comando e Controle de Segurança Portuária da Guarda Portuária detectou movimentação anômala e acionou a Capitania dos Portos

Na segunda-feira (14/11), o navio graneleiro São Luiz, que estava fundeada na área 2F06, se movimentou da área de fundeio em direção aos pilares da ponte Rio-Niterói por causa de rompimento do sistema de fundeio, devido à forte ventania que atingiu a região. Segundo motoristas que passavam pelo local no momento, a estrutura chegou a balançar com o choque. 

O navio, que pertence à empresa de Navegação Mansur, estava ancorado próximo à Ponte Rio-Niterói desde 7 de abril de 2016. A embarcação tem 200 metros de extensão e 30 metros de largura. No fim da tarde, a âncora que pesa 7,5 toneladas não resistiu ao forte vento que atingiu a cidade e ele acabou sendo jogado contra a ponte.

A Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ), Autoridade Portuária que administra os portos do Rio de Janeiro, Itaguaí, Niterói e Angra dos Reis, informa que por volta de 17:50 do dia 14, a equipe da Guarda Portuária (GPort)que guarnece o Centro de Comando e Controle de Segurança Portuária detectou movimentação anômala do navio mercante São Luiz , o qual seguia em rota de colisão com a Ponte Rio- Niterói.

De imediato foi dado alerta de segurança via rádio, bem como acionado plantão da Gerência de acesso aquaviário da Capitania dos Portos (Para acionamento dos rebocadores de prontidão) e a Ecoponte para interromper o trânsito na ponte até a regularização.

Às 18:07 o Superintendente da GPort foi acionado e, às 18:11 acionou a concessionária ECORODOVIAS para que procedesse o fechamento das vias de trânsito da ponte. Às 18:25 os rebocadores já tinham o navio mercante sob controle e em afastamento da ponte.

Cabe ressaltar que o Centro de Comando e Controle e as equipes da Guarda Portuária no Porto do Rio de Janeiro também auxiliaram na atracação do Navio São Luiz, que foi finalizada com segurança somente às 00:03 do dia 15/11/22. A rápida atitude da equipe da Guarda Portuária de plantão foi fundamental nessa ocorrência.

De acordo com o Centro de Operações da Prefeitura do Rio, o navio se aproximou de um pilar. Segundo a Ecoponte, houve colisão leve da embarcação com o guarda corpo da ponte.

Essa não foi a primeira colisão de uma embarcação de grande porte contra a Ponte Rio-Niterói. Em fevereiro de 2016, durante uma ventania de 56 km/h o navio Rio Negro do Loyds Brasileiro também bateu em um dos pilares.

A Marinha do Brasil (MB) informou que a embarcação será conduzida para atracação no Porto do Rio de Janeiro e que a destinação da embarcação “SÃO LUÍS” é objeto de processo judicial.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário e insira o seu e-mail.