Noticias e artigos em tudo que envolve a segurança nos portos do Brasil

Postagem em destaque

AUTORIDADE PORTUÁRIA DE SANTOS PUBLICA EDITAL DE CONCURSO PARA A GUARDA PORTUÁRIA

As inscrições serão aceitas durante os dias 1º de abril a 06 de maio. A data prevista para a prova é 23 de junho A Autoridade Portuária de...

LEGISLAÇÕES

quinta-feira, 8 de dezembro de 2022

0

PF DEFLAGRA OPERAÇÃO MAPUTO PARA COMBATER O TRÁFICO INTERNACIONAL DE DROGAS

Foto - Reginaldo Pimenta  - Agência O Dia

A ação teve como objetivo a prisão de um nigeriano apontado como o responsável por uma carga de cinco toneladas de cocaína apreendida no Porto do Rio de Janeiro

A Polícia Federal (PF) deflagrou no dia 24/11 a “Operação Maputo”, com o objetivo de prender um nigeriano, de 33 anos, apontado como o responsável por uma carga de cinco toneladas de cocaína, apreendida no Porto do Rio de Janeiro, em outubro do ano passado. "Trata-se da maior apreensão já realizada no Rio de Janeiro e uma das maiores do país", disse o delegado federal Geraldo Almeida.

A deflagração teve início ainda na madrugada, com o mandado de prisão expedido em desfavor do estrangeiro sendo efetivamente cumprido. Osita Godwin Njoku, de 33 anos, foi preso por policiais da Delegacia de Repressão a Drogas da PF no Rio de Janeiro ao desembarcar no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

Foto - Reginaldo Pimenta  - Agência O Dia

Osita havia sido incluído na Difusão Vermelha da Interpol (a lista dos mais procurados), que o havia localizado na semana anterior em Barbados, uma ilha do Caribe, com o auxílio da DEA, a Agência Antidrogas dos Estados Unidos.

No âmbito da operação, também foram cumpridos três mandados de busca e apreensão no estado de São Paulo, além de uma ordem de restrição de contas bancárias do preso no montante de R$ 2 milhões.

Apreensão da droga

A apreensão da droga ocorreu na noite de 5 de outubro de 2021em ação conjunta da Receita Federal do Brasil (RFB) com a Polícia Federal (PF), onde foram encontradas as cinco toneladas de cocaína dentro de caixas de sabão em pó, acondicionadas em contêineres, no Porto do Rio, com destino à Moçambique, país do sudeste africano.

O estrangeiro foi conduzido até a Superintendência Regional da PF no Rio de Janeiro para formalidades decorrentes da prisão judiciária e posteriormente foi encaminhado ao sistema prisional.

Nome da operação

O nome da operação consiste na capital do Moçambique, a qual seria o destino das cinco toneladas de cocaína apreendidas pela PF no Porto do Rio, em outubro de 2021.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário e insira o seu e-mail.