Noticias e artigos em tudo que envolve a segurança nos portos do Brasil

Postagem em destaque

AUTORIDADE PORTUÁRIA DE SANTOS PUBLICA EDITAL DE CONCURSO PARA A GUARDA PORTUÁRIA

As inscrições serão aceitas durante os dias 1º de abril a 06 de maio. A data prevista para a prova é 23 de junho A Autoridade Portuária de...

LEGISLAÇÕES

quarta-feira, 31 de maio de 2023

0

PF PRENDE SUSPEITOS DE ENVOLVIMENTO NO TRÁFICO INTERNACIONAL DE DROGAS NOS PORTOS DO RIO

   Preso pela PF na Operação Novos Rumos — Foto: Reprodução/TV Globo

Eles são apontados pela PF como associados à facção carioca Comando Vermelho

Na manhã da última quarta-feira (24), a Polícia Federal (PF) deflagrou a “Operação Novos Rumos”, que visa desarticular uma organização criminosa (Orcrim) responsável pelo tráfico de cocaína em sua forma mais pura (cloridrato de cocaína) para a Europa, através de embarcações.

Os policiais federais cumpriram quatro mandados de prisão preventiva e seis mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal do Rio de Janeiro, em endereços localizados na capital do estado, e nas cidades de Magé e Niterói, na Baixada Fluminense.

Investigações

De acordo com as investigações, que começaram em 2021, quando mergulhadores profissionais foram flagrados por imagens no Porto de Itaguaí, na região metropolitana do Rio, colocando drogas na caixa de mar (sea chest), no casco de um navio.

Imagens do Porto de Itaguaí — Foto: Reprodução/TV Globo

A Orcrim, vinculada ao Comando Vermelho, principal facção criminosa do Rio de Janeiro, tem como forma de atuação o armazenamento da substância entorpecente em depósitos localizados nas comunidades cariocas, para posterior remessa por meio de navios destinados aos portos de Antuérpia, na Bélgica; Le Havre, na França; Roterdã, na Holanda; Hamburgo, na Alemanha; e Setúbal, em Portugal.

Complexo da Penha e do Alemão - Comunidades Cariocas — Foto: Reprodução TV Globo

Para ter acesso ao destino final dos navios de interesse, o grupo criminoso contava com o apoio de funcionários contratados do porto, que apresentavam as rotas das embarcações atracadas no Porto do Rio de Janeiro. Além disso, mergulhadores profissionais - alvos de mandados de prisão preventiva - integravam a quadrilha e eram responsáveis por ocultar a droga nos cascos dos navios.

Imagens de uma das apreensões de cocaína no Porto de Itaguaí

Ao todo, mais de 1.470 kg de cloridrato de cocaína foram apreendidos pela Polícia Federal no estado do Rio de Janeiro durante os atos investigatórios.

Os presos

Dois homens foram presos, o Jornal Hoje, da TV Globo, apurou que Adriano Peçanha seria o representante dos traficantes fora da comunidade, sendo o responsável para aliciar mergulhadores e funcionários de instalações portuárias nos portos do Rio e de Itaguaí, que informavam as rotas dos navios atracados.

           Outro preso pela PF na operação Novos rumos - Foto: Reprodução TV Globo

De acordo com a coluna Mira, do site Metrópolis, Emerson Gonçalves Buckmann é apontado pela PF como um mergulhador associado à facção carioca Comando Vermelho, sendo responsável por esconder cocaína nos cascos de navios para enviá-la à Europa.

Mergulhador preso pela PF na Operação Novos Rumos — Foto: Reprodução/Site Metrópolis

Mandados de Busca e Apreensão

Seis mandados de busca foram cumpridos com apreensão de carro, telefones celulares, computadores e documentos.

Os bens apreendidos e demais documentos de interesse para a investigação foram encaminhados à Superintendência Regional da PF no Rio de Janeiro para os procedimentos de praxe.

Nome da Operação

“O nome da operação [Novos Rumos] se deve ao fato de a principal facção criminosa do Rio de Janeiro [Comando Vermelho] apresentar uma nova frente de atuação no tráfico de entorpecentes, passando a atuar não só em âmbito local, mas também no tráfico internacional de drogas”, explicou a PF.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário e insira o seu e-mail.