Postagem em destaque

QUEM SÃO OS BANDIDOS BRASILEIROS MAIS PROCURADOS NO PAÍS E NO MUNDO? VEJA LISTA

  Dos 18 foragidos na lista nacional, oito têm ordem de prisão por crime de tráfico de drogas (44%) Traficantes e assaltantes conhecidos, ma...

LEGISLAÇÕES

quarta-feira, 2 de junho de 2021

0

JUÍZA ABSOLVE OUTROS ACUSADOS EM CASO DE APREENSÃO DE 99 KG DE COCAÍNA

 

A cocaína, com destino à Europa, foi apreendida em galpão na região do Porto de Santos

Sem prova produzida in judicio, pois o fato restou incomprovado durante a instrução (ou sequer investigações), não há que se falar em suposta associação entre os acusados e, tampouco em estabilidade e permanência desta para a prática de delitos de tráfico transnacional de drogas.

Com base nesse entendimento, a juíza Lisa Taubemblatt, da 6ª Vara Federal de Santos, absolveu mais dois homens envolvidos em investigação da Polícia Civil que apreendeu 99 kg de cocaína em galpão na região do Porto de Santos, no litoral paulista.

A magistrada já havia absolvido o dono do galpão com os mesmos fundamentos. No caso em questão, o Departamento de Narcóticos da Polícia Civil recebeu uma denúncia e passou a investigar os percursos de uma van que seria usada para abrir contêineres e inserir drogas em seu interior.

Após uma série de diligências, os policiais identificaram um galpão na região do Porto de Santos, e após vistoriar alguns caminhões, identificou um que levava carga frigorifica e, quando aberta, permitiu-se a localização de 100 tabletes de cocaína, totalizando 99 kg da droga.

"Com efeito, não se comprovou a estabilidade e permanência da associação entre os corréus Anibal e Francisco (e outros) — dada, outrossim, a indemonstração da participação de ambos na empreitada criminosa", pontuou a juíza.

A julgadora também citou também jurisprudência do Tribunal Regional da 2ª Região em que processo de relatoria da juíza Maria Helena Cisne determinou que "não sendo convergentes os elementos probatórios quanto à estabilidade e permanência do grupo, mostrando-se mais condizentes com uma parceria transitória e ocasional, faz-se mister manter a absolvição dos Réus pela prática do crime de associação criminosa para o tráfico de drogas".

Atuaram na causa os advogados Felipe Fontes dos Reis Costa Pires de Campo e Fabio Menezes Ziliotti.

Clique aqui para ler a decisão

5002875-53.2020.4.03.6104

Fonte: Conjur


Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário.