Noticias e artigos em tudo que envolve a segurança nos portos do Brasil

Postagem em destaque

AUTORIDADE PORTUÁRIA DE SANTOS PUBLICA EDITAL DE CONCURSO PARA A GUARDA PORTUÁRIA

As inscrições serão aceitas durante os dias 1º de abril a 06 de maio. A data prevista para a prova é 23 de junho A Autoridade Portuária de...

LEGISLAÇÕES

sexta-feira, 20 de janeiro de 2023

0

GUARDIA DI FINANZA DA ITÁLIA APREENDE CERCA DE UMA TONELADA DE COCAÍNA PROVENIENTE DO BRASIL

A cocaína transportada por um navio mercante desembarcou no porto de Savona procedente do Porto de Santos

No final da noite do dia 17/01, a Unidade de Polícia Econômico-Financeira da Guardia di Finanza de Bari apreendeu cerca de 1 tonelada de cocaína transportada por um navio mercante desembarcado no Porto de Savona.

As investigações realizadas até agora pelo Fiamme Gialle de Bari - com a coordenação da Direção Distrital Antimáfia de Bari - visam reconstruir as operações de uma associação criminosa dedicada ao tráfico transnacional de cocaína, que supostamente opera no centro-sul da Itália em colaboração com o crime albanês.

Durante as investigações, após provas investigativas específicas, no dia 2 de janeiro, os financiadores da capital apuliana - após uma busca de iniciativa em um apartamento usado como B&B no município de Celle Ligure (SV), onde os traficantes haviam, entretanto, armazenado o narcótico chegou ao Porto de Savona - procederam à apreensão de mais de 3,5 kg de cocaína, com a consequente detenção em flagrante de 4 indivíduos de nacionalidade albanesa responsáveis ​​pelo tráfico ilícito.

O resultado desta atividade foi comunicado ao Ministério Público de Savona que deu início às consequentes investigações investigativas.

Investigações posteriores permitiram obter informações sobre a chegada de outro navio mercante, de bandeira de Hong Kong, que partiu do Porto de Santos, no Brasil, em 30 de dezembro passado, que supostamente transportava outra grande carga de cocaína, destinado à organização criminosa italiana/albanesa sob investigação.

Segundo Josmar Jozino, colunista do site UOL, antes de seguir rumo à Itália, o cargueiro chinês Cosco Shipping Honor tinha passado pelos portos de Santos e Paranaguá (PR); Conchilas, no Uruguai, e novamente no Porto de Santos. 

Portanto, as chamas amarelas de Bari do Grupo de Investigação do Crime Organizado montaram um dispositivo de contraste adequado com a ajuda - em relação às operações a serem realizadas mesmo no mar - de unidades aéreas e navais da Guardia di Finanza da Aeronavale Comando Operacional e o apoio de funcionários do Serviço Central de Investigação do Crime Organizado, bem como da Unidade de Polícia Econômico-Financeira e do Departamento de Operações Aéreas e Navais de Gênova.

Na manhã de 17 de janeiro, após a chegada ao Porto de Savona do referido navio mercante, monitorado pela aeronave do Corpo, desde que entrou no Estreito de Gibraltar, os militares operacionais procederam à vistoria da parte submersa do casco do navio. A atividade, realizada pelos mergulhadores da Seção de Operações Navais de Savona, permitiu localizar e apreender 741 tabletes de cocaína, acondicionados em 26 embalagens de celofane, habilmente escondidos nas “tortas de mar” (sea chest) dos motores do barco, para um peso total de cerca de 1 tonelada.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário e insira o seu e-mail.