Noticias e artigos em tudo que envolve a segurança nos portos do Brasil

Postagem em destaque

OPERAÇÃO CONJUNTA DA GUARDA PORTUÁRIA E POLÍCIA CIVIL PRENDE HOMEM APONTADO COMO INTEGRANTE DO COMANDO VERMELHO

  Ele tinha um mandado de prisão preventiva pelo crime de associação para o tráfico de drogas Na noite da sexta-feira (26/01), a Guarda Po...

LEGISLAÇÕES

terça-feira, 10 de outubro de 2023

0

TRAFICANTE DE MÁFIA SÉRVIA QUE NEGOCIAVA COM O PCC É PRESO EM SÃO PAULO PELA PF

 


Aleksander Nesic foi encontrado no Guarujá, de onde negociava a exportação de cocaína para a Europa pelo Porto de Santos

Um dos maiores traficantes da Europa foi preso no Brasil durante operação da Polícia Federal, um sinal de que os tentáculos do PCC alcançaram todos os cantos do “Velho Mundo”. Aleksander Nesic foi encontrado no Guarujá, no litoral paulista, de onde negociava a exportação de cocaína pelo Porto de Santos.

SAIBA MAIS: PF DEFLAGRA OPERAÇÃO CONTRA O TRÁFICO INTERNACIONAL DE DROGAS EM CINCO ESTADOS BRASILEIROS

Sérvio, o narcotraficante assumiu o lugar do pai, Goran Nesic, extraditado para o país de origem em 2018. Os dois foram enviados para o Brasil pela Máfia dos Balcãs, comandada por Darko Saric. O grupo é formado por ex-militares que atuaram na guerra da Bósnia, na década de 1990.

Aleksander Nesic e o pai Goran Nesic - Foto: Reprodução Brasil Urgente-Band

Os negócios do PCC com o grupo criminoso dos Balcãs já haviam sido descobertos em investigações da Polícia Civil e Ministério Público paulista.

Na prática, o PCC manda a cocaína para a Europa, recebida por grupos ligados à máfia italiana da região da Calábria, a Ndrangheta, responsável pela logística para fazer a droga chegar aos países do Leste Europeu. Só depois é distribuída pelos sérvios.

A investigação começou quando 5,5 toneladas de cocaína foram apreendidas num barco pesqueiro brasileiro na costa da África. Depois, outra apreensão de 2 toneladas da droga também num pesqueiro em águas internacionais.

A cocaína enviada pelos sérvios era levada por pescadores contratados na comunidade Pouca Farinha, Praia de Santa Cruz dos Navegantes – no Guarujá, e chegava até os barcos pesqueiros para ser içada em alto mar. De acordo com a PF, era Aleksander Nesic quem negociava com o PCC e coordenava a logística.

Aleksander Nesic responde processo na justiça brasileira - Foto: reprodução Brasil urgente-Band

Nesic responde à Justiça brasileira.  Apesar de ser apontado como um dos maiores negociadores de drogas do mundo, a condenação a um ano e meio de cadeia por aqui, é por embriaguez, lesão corporal ao volante e desacato a autoridade. Ele cumpria a pena em liberdade.

Fonte: Band


Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

Respeitamos  quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros, informando o autor e a fonte, disponibilizando o link da origem da publicação .  Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário e insira o seu e-mail.