Noticias e artigos em tudo que envolve a segurança nos portos do Brasil

Postagem em destaque

AUTORIDADE PORTUÁRIA DE SANTOS PUBLICA EDITAL DE CONCURSO PARA A GUARDA PORTUÁRIA

As inscrições serão aceitas durante os dias 1º de abril a 06 de maio. A data prevista para a prova é 23 de junho A Autoridade Portuária de...

LEGISLAÇÕES

quinta-feira, 1 de junho de 2023

0

HOMENS LIGADOS A CASO DE NARCOTRÁFICO DO BRASIL DESAPARECEM NA LIBÉRIA

            520 kg de cocaína foi encontrado em navio vindo do Brasil no ano passado – Foto: Reprodução

Eles foram recentemente julgados e absolvidos após a apreensão de um carregamento de 520 kg de cocaína provenientes do Brasil

As autoridades de Libéria reconheceram, nesta segunda-feira (22), que perderam a pista de quatro homens recentemente julgados e absolvidos após a apreensão de um carregamento de 520 quilos de cocaína provenientes do Brasil, uma sentença que chocou o ministro da Justiça do país africano.

Em 18 de maio, um tribunal penal de Monróvia causou sensação ao declarar não culpados um liberiano, um cidadão de Guiné Bissau, um português e um libanês detidos por relação com a apreensão, em outubro de 2022, de 520 kg de cocaína - com valor estimado em 100 milhões de dólares (R$ 496 milhões na cotação atual) - escondidos, segundo as autoridades, em um contêiner proveniente do Brasil.

Fruto da cooperação com os Estados Unidos e o Brasil, esta é uma das apreensões mais importantes já realizadas no país.

A decisão pronunciada por um júri popular foi ainda mais surpreendente, já que o tribunal ordenou a restituição aos suspeitos de 200.000 dólares (quase R$ 1 milhão) confiscados na operação.

O caso revela o papel do litoral da África Ocidental nas rotas do tráfico de droga proveniente da América do Sul, especialmente destinada à Europa, assim como o funcionamento da Justiça e sua exposição à corrupção.

A decisão do tribunal "torna a Libéria motivo de chacota internacional", disse o ministro da Justiça Frank Musah Dean Jr em comunicado.

Isso "afeta claramente os esforços coletivos realizados pela Libéria e seus aliados internacionais para lutar contra o tráfico de drogas ilícitas, e contra a utilização da África Ocidental como rota de comércio internacional proveniente da América Latina e de outras partes", acrescentou o ministro na nota.

Ele também questionou a utilização de júris populares no país. "Fala-se constantemente da prática imoral de subornar o júri durante esses julgamentos", escreveu.

Em seu relatório sobre direitos humanos na Libéria em 2022, o Departamento de Estado dos Estados Unidos observa que os juízes "estão sujeitos a tentativas de influência e envolvidos em corrupção".

"Advogados e promotores supostamente instruíram os réus a pagar propinas para obter decisões favoráveis de juízes, promotores e jurados", diz o documento.

Fonte: AFP Via GZH


Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário e insira o seu e-mail.