Noticias e artigos em tudo que envolve a segurança nos portos do Brasil

Postagem em destaque

AUTORIDADE PORTUÁRIA DE SANTOS PUBLICA EDITAL DE CONCURSO PARA A GUARDA PORTUÁRIA

As inscrições serão aceitas durante os dias 1º de abril a 06 de maio. A data prevista para a prova é 23 de junho A Autoridade Portuária de...

LEGISLAÇÕES

quinta-feira, 23 de novembro de 2023

0

PF E MARINHA DO BRASIL APREENDEM VELEIRO COM MAIS DE DUAS TONELADAS DE DROGA

 

Abordagem aconteceu em alto mar, a 363 km da costa brasileira. Os quatro tripulantes foram presos

A Polícia Federal (PF) e a Marinha do Brasil (MB) interceptaram e apreenderam, no dia 10 de novembro, um navio-veleiro alemão a 363 km da costa da capital baiana, com mais de duas toneladas de haxixe, droga, derivada da maconha.

Com policiais federais embarcados, o Navio-Patrulha (NPa) “Guaratuba”, sediado em Salvador, abordou e apresou a embarcação "Thiassi", resultando na prisão dos quatro tripulantes. Quatro policiais federais participaram da abordagem da embarcação.

Informação

De acordo o delegado Rodrigo Mota, a PF recebeu a informação que uma embarcação da Europa poderia estar transportando drogas para o Brasil.

"Informaram por rádio que a embarcação era da Polônia e que a bandeira era de Portugal, sendo que na verdade tinham duas bandeiras no mastro: uma da Espanha e outra da Bélgica", contou o delegado.

Abordagem

Na abordagem, ao entrarem em contrato com os tripulantes, os agentes perceberam algumas contradições.

Ao vistoriarem o veleiro, as drogas foram localizadas expostas, amontoadas na parte de baixo do veleiro, com marcação fiferenciada nas embalagens tais como: CHOCO, BZL, AH, JATA, etc...

Veleiro foi rebocado

O veleiro com o material apreendido foi rebocado até a Base Naval de Aratu (BNA). Os quatro suspeitos foram conduzidos para a sede da Polícia Federal.

De acordo com a PF, o veleiro ficará sob a guarda da Marinha na BNA até o trâmite jurídico.

Trajeto

De acordo com a PF, os tripulantes alegaram que a embarcação saiu de Portugal sem as drogas, com destino a Salvador, e a capital baiana seria o destino final das três toneladas de haxixe.

No trajeto, o veleiro após passar pelas Ilhas Canárias, um arquipélago espanhol que fica no noroeste da África, uma segunda embarcação se aproximou e transferiram as três toneladas de haxixe.

Depois, seguiu em direção a Salvador até ser abordado. Ele está com o registro cancelado na Alemanha desde junho, ou seja, é considerada uma embarcação "pirata".

Tripulantes presos

Os quatro tripulantes foram presos, três são do Rio de Janeiro e um, do Ceará.

De acordo com a PF, os quatro tripulantes sabiam que a droga estava sendo transportada no barco.

"Foram pessoas contratadas apenas para fazer o transporte da droga da Europa para o Brasil. Eles saíram do Brasil há um mês, dois meses, foram de avião para a Europa e de lá retornariam com a função de fazer o transporte desse veleiro até a Bahia", explicou o delegado Rodrigo Mota.

Os homens, que não tiveram as identidades reveladas, passaram por exame de corpo de delito. Segundo o delegado, apenas um dos suspeitos tem passagem pela polícia.

PF abre investigação

A PF abriu investigação para apurar a origem, destino e os demais envolvidos no tráfico.  O delegado não acredita que as três toneladas da droga teriam Salvador como destino final.

"Estamos falando de uma das maiores apreensões de haxixe no Brasil e acreditamos que apenas o mercado da Bahia não poderia ser consumidor dessa droga. Provavelmente uma parte dessa droga ficasse aqui na Bahia e outra parte tivesse como destino outros estados", explicou o delegado.

Além disso, a PF ainda investiga quem teria contratado os quatro brasileiros para transportar as drogas da Europa para o Brasil.

"Acreditamos que isso faz parte de uma grande conexão de tráfico de entorpecentes ligando aí a Brasil e a Europa", afirmou ele.

2ª Maior apreensão

Essa é a segunda maior apreensão de drogas em alto mar, sendo a maior também feita por intermédio da ação conjunta da Marinha e da Polícia Federal. Em 2021, o Navio-Patrulha Oceânico “Araguari” apreendeu 4,3 toneladas da droga, também acerca de 360 km da costa, na altura de Recife (PE), um recorde no País.

Outras apreensões recentes

Em setembro, por meio de outra ação interagências entre a MB e a PF, houve a apreensão de 3,6 toneladas de cocaína, na costa do estado de Pernambuco, a 18 milhas náuticas de Recife (PE), o que equivale a, aproximadamente, 33 quilômetros. Essa foi a maior apreensão de cocaína, realizada no mar brasileiro.

Naquela ação, um Navio-Patrulha da MB, que transportava os agentes da PF, abordou a embarcação “Palmares 1”. Por ocasião da abordagem, havia cinco tripulantes na embarcação, cujo destino era a África.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e adicionado o link do artigo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário e insira o seu e-mail.