Noticias e artigos em tudo que envolve a segurança nos portos do Brasil

Postagem em destaque

AUTORIDADE PORTUÁRIA DE SANTOS PUBLICA EDITAL DE CONCURSO PARA A GUARDA PORTUÁRIA

As inscrições serão aceitas durante os dias 1º de abril a 06 de maio. A data prevista para a prova é 23 de junho A Autoridade Portuária de...

LEGISLAÇÕES

segunda-feira, 10 de julho de 2023

0

PF PARTICIPA DE OPERAÇÃO INTERNACIONAL CONTRA QUADRILHA QUE TRAFICAVA COCAÍNA PARA EUROPA

 

A operação foi coordenada pela Europol com o apoio da Polícia Federal Brasileira, Guarda Civil Espanhola e da Polícia Judiciária Portuguesa

A Polícia Federal (PF) anunciou, na última quarta-feira (05), o desmantelamento de um cartel brasileiro que traficava cocaína para a Europa, após a apreensão em Portugal dessa droga escondida num carregamento de açaí. No total foram detidas 31 pessoas ao longo da operação.

Em comunicado, as autoridades brasileiras detalharam que a operação policial internacional foi coordenada pela Europol com o apoio da Polícia Federal Brasileira, Guarda Civil Espanhola e da Polícia Judiciária Portuguesa.

Essa organização transportava grandes quantidades de cocaína do Brasil para a Europa, por meio de uma infraestrutura em Málaga, que foi descoberta pela Guarda Civil espanhola, em colaboração com a Europol, a Polícia Judiciária (PJ); portuguesa e a Polícia Federal (PF); brasileira.

A operação resultou na detenção de 24 pessoas e na apreensão de mais de 800 kg de cocaína, 1,7 kg de metanfetaminas, 60 kg de haxixe, 116.680 euros e cinco armas de fogo, entre outros objetos, informou a Guarda Civil em nota.

Na Espanha, foram apreendidas sete propriedades e 12 veículos no valor de 2,5 milhões de euros, bem como 48 produtos bancários.

A rede estava dividida em células independentes, lideradas por um "delegado" com funções específicas. Ele escondia a droga do Brasil em Málaga e depois a transportava em veículos com fundos duplos para o País Basco e Cantábria, de onde era finalmente distribuída para países europeus.

A operação começou em junho de 2022, quando a Guarda Civil detectou a presença em Málaga de um cidadão brasileiro, suspeito de ter sido o mandante do assassinato em 2019 de um advogado executado em São Paulo.

Esse homem, que fugiu do Brasil, agia como intermediário de uma rede de "correios" localizada em Málaga, que distribuía a cocaína que chegava à Espanha.

Os investigadores detectaram também em Málaga a presença de dois membros relevantes da organização criminosa, com patentes de oficial na Polícia Militar brasileira e no Exército, e que tinham se reunido com outros integrantes da rede para organizar novo carregamento de cocaína passando por Portugal.

LEIA TAMBÉM: TENENTE DA PM-PA É UM DOS PRESOS POR TRÁFICO DE DROGAS LIGADO A 'ESCOBAR BRASILEIRO' EM PORTUGAL

Conhecendo o modus operandi do grupo, foi iniciada cooperação entre a Guarda Civil, a Europol, a Polícia Judiciária (PJ); portuguesa e a Polícia Federal (PF); brasileira, que levou à apreensão, em junho de 2022, de um contêiner de açaí congelado com 320 kg de cocaína no Porto de Sines. Na operação, foram detidas três pessoas de nacionalidade brasileira.

Em outubro passado, mais de 250 agentes participaram de 22 buscas domiciliares em Belém, no Brasil, e foram detidas sete pessoas, incluindo o oficial da Polícia Militar brasileira, identificado em Málaga.

SAIBA MAIS: PARAENSES PRESOS EM PORTUGAL: CONFIRMADO O NOME DO 3ºPRESO POR TRÁFICO INTERNACIONAL DE DROGAS

Entretanto, o oficial do Exército permaneceu escondido na província de Málaga, e a Guarda Civil, que monitorava seus movimentos e encontros, descobriu que a organização planejava comprar um barco para novo carregamento de droga.

A descoberta permitiu à polícia brasileira interceptar, em setembro de 2022, 483 kg de cocaína em Belém, que a organização pretendia enviar para Espanha. A ação levou o militar escondido em Málaga a tentar regressar ao Brasil, onde foi detido ao chegar ao Rio de Janeiro.

Quanto à infraestrutura em Málaga, os membros da rede roubaram 450 kg de haxixe de outra organização em setembro de 2022, que esconderam numa casa. Numa das transações com a droga, a Guarda Civil deteve duas pessoas que transportavam 60 kg de haxixe em um veículo.

Em nota, a PF informou que a última fase da operação ocorreu em 4 de maio deste ano, com a participação de mais de 300 agentes, com incursões coordenadas na Espanha e em Portugal. Vinte buscas domiciliárias foram realizadas na Espanha (províncias de Málaga, Córdoba, Madrid, Cantábria e Vizcaya) e quatro em Portugal (Cascais e Sintra), resultando em 24 detenções.

SAIBA MAIS: POLICIA JUDICIARIA DE PORTUGAL DESMANTELOU ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA ENVOLVIDA NO TRÁFICO DE COCAÍNA PROVENIENTE DO BRASIL


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário e insira o seu e-mail.